Para superar morte do filho, mãe doa todo seu leite a outros bebês

A norte-americana Wendy Cruz-Chan perdeu seu filho na 19ª semana da gestação e para superar a dor, ela doou seu leite a mães com problemas de amamentação

None
Foto: Reprodução BBC

por Redação Alto Astral
Publicado em 14/11/2016 às 11:50
Atualizado às 18:42

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A morte de um filho é algo que nenhuma mãe gostaria de viver. Mas quando é inevitável, é preciso amenizar o sofrimento e uma mãe que passou por isso resolveu ajudar outras crianças com algo que ela faria por seu filho.

Essa é a história é da norte-americana Wendy Cruz-Chan. Na 19ª semana da gestação, ela teve uma infecção no fluido amniótico e precisou fazer um parto induzido do feto morto.

Mãe Wendy Cruz-Chan

Foto: Reprodução BBC

“Eu chorei como nunca antes. Então entrei em estado de choque e apaguei”, contou Wendy à BBC.

Ao voltar para casa, Wendy percebeu que estava vazando muito leite de seus seios. “Eu não sabia o que fazer. Eu sabia que aqui em Nova York há uma demanda enorme de leite materno. Então perguntei ao meu marido como ele se sentiria se eu doasse. E ele disse que era uma ótima ideia”, contou.

E a internet foi uma grande aliada de Wendy para a doação. Nas redes sociais, ela encontrou seis mães que precisaram de leite para dar de alimento aos filhos. Ela doou 58 litros em Nova York.

“Um dos bebês que precisava do meu leite tinha um distúrbio genético na pele chamado epidermólise bolhosa (EB). Meu leite materno o ajudou a curar suas bolhas e ajudou na sua digestão”, lembrou.

“Doar leite me pareceu natural, como se fosse a coisa certa a fazer. Poder compartilhar o sacrifício de Killian [nome que seria do seu filho] com outros bebês que precisavam disso, fez eu me sentir muito bem. Foi quase como se esses bebês se tornassem meus de alguma maneira”, disse Wendy.

E ela se mostrou muito contente com a boa ação que fez pelas mães e bebês: “Estou muito feliz por poder ter feito algo para honrar Killian. Eu não queria ser apenas mais um caso de natimorto. Eu queria cumprir um dever como mãe. Eu não tinha um bebê para tomar conta, para vestir, trocar fraldas. Mas eu fui capaz de aleitar e doar a outros bebês, e isso nos ajudou a curar a perda.”

Doação de leite materno:

No Brasil, há diversos bancos de leite materno que ajudam mães que estão com problemas para amamentar seus filhos. A Rede Brasileira de Bancos de Leite Materno te ajuda a encontrar o banco de Leite Humano mais próximo de sua região.

Saiba comoaquie ajude!

LEIA TAMBÉM