Por que o diabo é chamado de Lúcifer?

Presente na Bíblia, o nome Lúcifer foi associado ao demônio

None
Imagem: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/10/2016 às 15:54
Atualizado às 18:49

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Demônio, diabo, capeta, satanás… São muitas as maneiras de se referir ao ser do mal. Um de seus nomes é Lúcifer, porém , nem todo mundo sabe de onde vem essa definição.

Na Bíblia

O nome Lúcifer, em latim, significa “portador da luz”. Mas não foi criado especificamente para o demônio. Ele aparece originalmente no Livro de Isaías, no Antigo Testamento: “Como caíste desde o céu, ó Lúcifer, filho da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo” (Isaías 14,12-14). Na verdade, Isaías referia-se a Nabucodonosor, rei babilônico e, portanto, inimigo do Deus dos hebreus. A semelhança entre suas ambições desmedidas com as do anjo rebelde acabou associando-o ao demônio.

Lúcifer

Imagem: Shutterstock Images

Como assim, São Lúcifer?

O nome também aparece em alguns escritos como “estrela da manhã”, alcunha que se atribui a Jesus Cristo. Tudo porque o nome não tinha, nos primórdios do cristianismo, caráter maligno. Não por acaso, a Igreja Católica tem entre seus santos o bispo italiano Lúcifer Calaritano, ou, como preferir, São Lúcifer!

LEIA MAIS

Texto: Marcelo Ricciardi / colaborador – Edição: Natália Negretti