ENTRETENIMENTO

10 filmes que foram verdadeiros fracassos de bilheteria

Apesar de muito empenho e elenco renomado, alguns filmes se tornam fracassos. Veja 10 longas que deram prejuízos para a produção!

None
Foto: Divulgação

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/07/2016 às 17:12
Atualizado às 17:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Gastos exorbitantes, trabalho cansativo e altas expectativas para um grande sucesso de bilheteria. Infelizmente, esse ciclo nem sempre se realiza, e nem todos os longa-metragens são valorizados quando chegam às telas dos cinemas. Esse “fracasso” pode acontecer por diversos motivos: falta de interesse do público, falta de divulgação, forte concorrência ou até mesmo o alto preço dos ingressos. Preparamos uma lista de filmes que, de acordo com o Box Office Mojo, lucraram pouco ou tiveram prejuízo enquanto estiveram em cartaz.

Porta dos Fundos: Contrato Vitalício (2016)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O canal Porta dos Fundos no Youtube é um verdadeiro sucesso, mas o filme não teve o devido retorno. Com incentivo fiscal de R$ 3,5 milhões, o Porta dos Fundos: Contrato Vitalício fracassou, e na terceira semana em cartaz atraiu apenas 14 mil espectadores para as salas de cinema.

47 Ronins (2014)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

As expectativas a cerca 47 Ronins – lançado início de 2014 no Brasil e com Keanu Reeves como protagonista – foram por água abaixo. O custo estimado para a produção do filme foi de 175 milhões de dólares, e o retorno foi de U$ 151 milhões, ou seja, prejuízo.

Ali (2001)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Não são somente sucessos que estão inseridos no currículo de Will Smith. Apesar de ser um ator célebre, o filme Ali sofreu um baita prejuízo: U$ 107 milhões gastos para U$ 87 de retorno.

Como você sabe (2010)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Parece que a comédia romântica e dramática, estrelada por Reese Whiterspoon, não foi de grande interesse para o público. O orçamento foi de U$ 120 milhões e o “retorno”, U$ 48 milhões. 

Hacker (2015)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Chris Hemsworth e Viola Davis no elenco não foram suficientes para alavancar a audiência de Hacker, que, por conta dos U$ 19 milhões arrecadados, não conseguiu pagar os U$ 70 milhões gastos.

Final Fantasy (2001)

Foto: DIvulgação

Foto: DIvulgação

O jogo é um clássico, mas a animação não conseguiu concretizar o mesmo sucesso. Para produzir o longa, foram precisos U$ 137 milhões e as expectativas eram muitas, mas o retorno não foi favorável: U$ 85 milhões.

O Lobisomem (2010)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Embora o filme seja interessante, não impactou o público como o esperado. O Lobisomem arrecadou U$ 131 milhões, mas não conseguiu cobrir os U$ 150 gastos.

Marte Precisa de Mães (2011)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

É fofinho e deixa uma linda mensagem para reflexão, mas não alcançou o sucesso desejado e ainda gerou muito prejuízo: apenas U$ 38 milhões arrecadados para U$ 150 milhões gastos.

Peter Pan (2013)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O remake que conta a história do garoto que nunca cresce agradou o público, mas nem tanto quanto os produtores esperavam. U$ 100 milhões foram gastos e U$121 milhões arrecadados.

O Destino de Júpiter (2015)

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O filme protagonizado por Mila Kunis até trouxe números positivos, mas insuficientes para gerar o lucro desejado. No total, foram gastos U$ 176 milhões para arrecadar U$183 milhões nos cinemas.

Leia também:

Teste: Você consegue identificar o filme apenas com um detalhe?

Antes e depois de 10 atores de Esquadrão Suicida

O Exorcista e outras séries assustadoras!