Estações mais frias acendem alerta para deficiência em vitamina D

Importante aliada para o sistema imunológico, a deficiência em Vitamina D surge em momentos de baixa incidência solar

Para renovar os estoques de vitamina D, é preciso pegar pelo menos 10 minutos de luz solar sem protetor
Para renovar os estoques de vitamina D, é preciso pegar pelo menos 10 minutos de luz solar sem protetor - Shutterstock

por Loyane Lapa
Publicado em 23/05/2022 às 14:00
Atualizado às 14:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Depois do frio que a última semana trouxe para diversas cidades do país, foi possível ter um leve spoiler de como será a estação mais fria do ano: o inverno. Mas, além de ser mais frio, o outono e o inverno possuem características como uma menor incidência de luz solar, levando a casos de baixa vitamina D no organismo, por isso,  é muito importante ficar atento aos níveis, principalmente agora.

Isso porque, é justamente no outono e inverno que as doenças respiratórias costumam ressurgir. E como a vitamina D é a grande responsável pela manutenção do sistema imunológico, quando está em baixa, pode tornar o organismo mais suscetível e vulnerável a esse tipo de problema.

Roberta Thawana, que é nutricionista, explica que quando o corpo está com deficiência de vitamina D, é possível notar a piora de diversos quadros. “Sua baixa presença pode causar maior predisposição para osteopenia e osteoporose, piora do quadro de doenças autoimunes, além de desequilíbrios hormonais, fadiga e falta de energia. Níveis baixos da vitamina D também podem interferir na eficácia da leptina, um dos hormônios que causam a sensação de saciedade, então temos uma relação para emagrecimento também”, alerta a profissional de saúde.

Afinal de contas, o que a vitamina D e o sol tem a ver com essa história?

Como a principal forma de repor os níveis de vitamina D no organismo se dá através da exposição solar, e no outono/inverno essa incidência de sol é menor, é possível observar um aumento nos quadros de deficiência nesta vitamina.

Uma possibilidade para quem fica com a baixa de vitamina D é a reposição. E essa reposição pode acontecer tanto por meio da alimentação, quanto da exposição solar. A nutricionista também dá dicas de como melhorar os níveis desta vitamina no organismo.

“Além da exposição ao sol, por pelo menos 15 minutos por dia, entre 10h e 14h, preferencialmente, sem protetor solar, a reposição também pode ser feita por alimentos como atum, salmão, shitake e óleo de fígado de bacalhau”, destaca Roberta.

Pílula de suplementação de Vitamina D
Em casos de imunidade muito baixa, existe a possibilidade de utilizar a suplementação em Vitamina D (Foto: Shutterstock)

Existem outros jeitos de repor a vitamina D no organismo?

Sim. Há ainda outro caminho para melhorar os níveis de vitamina D, por meio da suplementação. “Prescritos de acordo com a necessidade de cada indivíduo, os suplementos agem como complemento aos bons hábitos alimentares e ajudam a nivelar os índices ideais de cada organismo. Vale lembrar que todos precisamos nos atentar aos níveis de todas as vitaminas que nosso organismo necessita para funcionar de forma saudável. Alguns indivíduos têm polimorfismos genéticos que dificultam a síntese ou o transporte da vitamina D, portanto quem tem alguma alteração deve acompanhar ainda mais de perto os parâmetros sanguíneos”, aponta a nutricionista.

E como bem lembra Roberta, a suplementação é uma possibilidade para a deficiência em vitamina D, contudo, é necessário se atentar quanto a dosagem, já que a ingestão de doses anormais desta vitamina pode levar a toxicidade e sobrecarga dos rins e fígado. 

Por isso, uma opinião médica — com direito a exames e consulta hospitalar — é fundamental que antes de tomar qualquer atitude relativa à suplementação, tudo bem? Somente um profissional especializado nesse assunto será capaz de dizer se seus níveis de vitamina D estão em dia para garantir um bom funcionamento do organismo. 

Por fim, vale lembrar que é essencial manter bons níveis de vitamina D no organismoem qualquer época do ano. E, apesar de comum no outono/inverno, a deficiência desta vitamina pode surgir em qualquer período. Então, caso perceba algo de errado, não hesite em procurar por ajuda médica e nada de se automedicar com vitamina D por aí!

Fonte: Roberta Thawana, nutricionista da Polaris

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.