Coelho da Páscoa? Antes de comprar o pet, saiba os cuidados

É comum presentear as crianças com coelho na época da Páscoa, entretanto, o pet requer uma rotina especial – e isso deve ser considerado antes da compra

A venda de coelhos aumenta e muito no período próximo da Páscoa
A venda de coelhos aumenta e muito no período próximo da Páscoa - Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/03/2022 às 15:00
Atualizado às 15:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você sabia que a venda de coelhinhos aumenta na época de Páscoa? Isso porque, como o animal é símbolo da data, muitos pais compram para presentear seus filhos junto aos ovos de chocolate. Mas será que essa é uma boa ideia? 

"Os coelhos são animais domésticos, que vivem em média 8 anos, têm temperamento tranquilo, são dóceis e carinhosos, e adoram um colo! Por isso, são tão amados por todos, especialmente pelas crianças", explica a veterinária Solange Cestero Rodriguez.

Há poucos menos de um mês da Páscoa, a especialista listou alguns cuidados que você precisa ter caso decida comprar ou adotar o animalzinho. Afinal, a rotina continua após as comemorações, né?! Confira: 

Alimentação

É necessário conhecer seus hábitos alimentares para prevenir problemas, já que os coelhos são animais herbívoros. Por isso, além da ração própria para espécie, eles devem comer verduras verde-escuras, como couve e almeirão, ao menos, três vezes por semana. Também necessitam de fibras mais fortes, para estimular o trato digestivo, como talos de cenoura e feno de capim.

Esses animais possuem hábitos alimentares noturnos, e, devido a isso é aconselhável oferecer ração, verduras e legumes durante o dia. Já na parte da noite, deixar sempre feno à disposição, além de água fresca. As frutas podem ser oferecidas como petisco.

Dentes

Os peludos possuem também a particularidade do crescimento contínuo dos dentes incisivos superiores, e, por este motivo, necessitam desgastar estes dentes. Para isto, é necessário oferecer-lhes galhos de árvores frutíferas, como, por exemplo, goiabeira e acerola, para roerem e fazerem o desgaste, ou um pedaço de madeira “in natura”.

Habitat

Aqui vai um alerta: cuidado para que os coelhos não estraguem os móveis da casa! Neste sentido, muitas vezes é aconselhável mantê-los num cercadinho — o tamanho recomendado é de 3m x 2m x 2m — durante a parte do dia em que não estarão sob supervisão. Nunca se deve manter um coelho preso em uma gaiola por tempo integral!

Higiene

Eles devem ser escovados com frequência para manter a pelagem saudável, sem nós, e sem a presença de parasitas. O ato de escová-los também é uma terapia para seu cuidador. Estes animais gostam de se auto-higienizar, e, por isso, o banho não deve ser uma preocupação. Ufa! 

As instalações destes pets devem ser constantemente limpas e desinfetadas, viu?  E, sempre que possível, o coelho deve ter acesso aos banhos de sol, e às atividades ao ar livre, como cavar buracos — a espécie ama! 

Convívio com as crianças

Os coelhinhos são ainda uma espécie muito utilizada para a Terapia Animal Assistida (TAA), por ser um animal de fácil criação, porte pequeno e fácil manutenção. São usados ainda para interagir com crianças e pessoas hiperativas, pois sua docilidade e tranquilidade fazem com que a criança desenvolva o foco na atividade que está realizando com o animal. Além disso, são bichinhos silenciosos e possíveis de se criar em ambientes mais reservados, como casas e apartamentos. 

Se depois de ficar por dentro de todos esses cuidados, você tem certeza que poderá manter a rotina do pet em dia, então, está liberado comprar um coelho! Ah, não se esqueça de levá-lo ao veterinário regularmente, viu? Isso ajudará a prevenir doenças e manter seu coelhinho sempre saudável! 

Fonte:Solange Cestero Rodriguez, médica veterinária. 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.