MUNDO MÍSTICO

Qual a diferença entre islâmico e muçulmano?

Apesar dos termos islâmico e muçulmano serem frequentemente veiculados, ainda existe muita confusão acerca dos conceitos e significados

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/06/2017 às 11:33
Atualizado às 12:02

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

As polêmicas e o senso comum acerca das questões religiosas dificultam e muito o entendimento sobre conceitos referentes ao Islamismo – inclusive quando eles possuem o mesmo significado, como é o caso entre os termos islâmico e muçulmano.

Criado no século sete pelo profeta Maomé, o Islamismo transformou-se em uma das maiores religiões do mundo – atualmente, segundo dados de 2015, existem cerca de 1,6 bilhão de adeptos espalhados pelo mundo. Contudo, os diferentes termos que se referem aos seguidores da crença costumam causar confusão. Entre islâmico e muçulmano, qual seria a melhor definição?

Na verdade, não há diferença nenhuma entre os termos. Assim como os discípulos do Cristianismo são chamados de cristãos e os adeptos do Judaísmo de judeus, o vocábulo “islâmico” deriva do próprio nome da religião. Por sua vez, “muçulmano” apresenta-se apenas como um sinônimo do termo anterior, já que ambos apontam para os seguidores do Islamismo.

No entanto, “muçulmano” destoa um pouco quanto à etimologia, visto que se origina de uma derivação da palavra muslim, que na língua árabe significa “aquele que se submete a Deus”. Em textos mais antigos, os muçulmanos também eram denominados como “maometanos”. Porém, o termo caiu em desuso, já que soava ofensivo para a maioria dos islâmicos. Afinal, diferentemente do que se acreditou por séculos no Ocidente, a palavra feria um dos princípios básicos da religião, pois insinuava uma errônea adoração a Maomé.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Alto Astral – Edição Bruno Ribeiro e Giovane Rocha