Grammy Latino 2021: Anitta homenageia Marília Mendonça

Além de ficar por dentro dos detalhes da homenagem à sertaneja, confira a lista de vencedores

Marília foi lembrada por Anitta como uma das artistas mais queridas do Brasil
Marília foi lembrada por Anitta como uma das artistas mais queridas do Brasil - Reprodução / Instagram @mariliamendoncacantora; Foto: Kevin Winter/ Getty Images via AFP

por Beatryz Gaia
Publicado em 19/11/2021 às 10:35
Atualizado às 10:35

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Marília Mendonça, vítima de acidente aéreo no último dia 5, acabou não ganhando o prêmio de melhor disco sertanejo com "Patroas", no Grammy Latino, realizado nesta quinta-feira (18). Os vencedores na categoria sertaneja foram Chitãozinho e Xororó, com o disco "Tempo de romance". Porém, a Rainha da Sofrência foi homenageada por Anitta, que falou sobre a grande perda para o Brasil enquanto imagens de Marília eram exibidas no telão.

"Há pouco nós perdemos uma grande artista do meu país. Marília Mendonça, desde muito jovem, se tornou uma das cantoras e compositoras mais queridas do Brasil. Marília, junto com Maiara e Maraisa, estava indicada nesta noite", disse Anitta.

"Me dói o coração que ela que não esteja aqui. Todos que te conhecemos sabemos que você era uma mulher generosa e amiga de todos. Vamos lembrar de você hoje, amanhã e sempre. Viva Marília Mendonça", finalizou.

Um dia após a morte de Marília Mendonça, o diretor do Grammy Latino, Manuel Abud, homenageou a sertaneja em comunicado. Ele também dedicou a premiação à artista durante a entrega dos troféus das categorias técnicas. "Proponho não deixar a tristeza ofuscar a celebração de hoje, convido todos a usarem essa cerimônia para celebrar Marília Mendonça e seu legado", disse ele.

Além do discurso do diretor, a apresentadora Carolina Dieckmann pediu uma salva de palmas à cantora.

Brasileiros na premiação

Uma das surpresas da noite foi a vitória de Caetano Veloso e Tom Veloso com a música "Talvez", na categoria gravação do ano, uma das mais importantes da premiação.

Giulia Be era a única brasileira que concorria à artista revelação, mas quem ficou com o prêmio foi a colombiana Juliana Velásquez. A "menina solta" cantou com Anitta e Carlinhos Brown no número de abertura do prêmio, liderado por Gloria Estefan.

Na pré-cerimônia, Ivete Sangalo, Paulinho da Viola e Zeca Baleiro levaram prêmios em categorias brasileiras de álbum de música de raízes, álbum de samba e álbum de MPB, respectivamente. 

Toquinho e Yamandu Costa levaram o Grammy Latino de álbum instrumental por "Toquinho e Yamandu Costa - Bachianinha".

Já o duo Anavitória foi premiado nas duas categorias em que concorriam: melhor canção em língua portuguesa, por "Lisboa", e melhor álbum pop contemporâneo por "Cor".

Confira os vencedores

  • Gravação do ano: “Talvez” - Caetano e Tom Veloso
  • Artista revelação: Juliana Velázquez
  • Álbum do ano: “Salswing!” - Rubén Blades, Roberto Delgado y Orquestra
  • Melhor álbum de pop contemporâneo em língua portuguesa: “Cor” – Anavitória
  • Melhor álbum de rock ou de música alternativa em língua portuguesa: “Álbum rosa” - A Cor do Som
  • Melhor álbum de samba/pagode: “Sempre se pode sonhar” - Paulinho Da Viola
  • Melhor álbum de música popular brasileira: “Canções d’além mar” - Zeca Baleiro
  • Melhor álbum sertanejo: “Tempo de romance” - Chitãozinho e Xororó
  • Melhor álbum de raiz em língua portuguesa: “Arraiá da Veveta” - Ivete Sangalo
  • Melhor canção em língua portuguesa: “Lisboa” - Anavitória e Lenine
  • Melhor performance de reggaeton: “Bichota” - Karol G
  • Melhor álbum de música alternativa: “Calambre” - Nathy Peluso
  • Melhor álbum instrumental: “Toquinho e Yamandu Costa - Bachianinha - (Live at Rio Montreux Jazz Festival)” - Toquinho e Yamandu Costa
  • Melhor canção urbana: “Patria y vida” - Yotuel, Gente de Zona, Descemer Bueno, Maykel Osorbo e El Funky
  • Melhor álbum de pop/rock: “Origen” - Juanes
  • Melhor álbum de latin jazz e jazz: “Voyager” - Iván Melon Lewis
  • Melhor álbum tropical contemporâneo: “Brazil305” - Gloria Estefan
  • Melhor álbum de música urbana: “El último tour del mundo” - Bad Bunny
  • Melhor álbum vocal pop: “Mis manos” - Camilo
  • Melhor canção alternativa: “Nominao” - C. Tangana e Jorge Drexler
  • Melhor álbum de cantor(a) e compositor(a): “Seis” - Mon Laferte

Fonte:g1, Quem, Popline e O Globo

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.