Adeus a Elza Soares: fatos que talvez você não saiba sobre a cantora

Elza Soares faleceu na tarde de ontem (20) aos 91 anos de idade. Conheça mais sobre sua obra e seu legado!

Elza Soares foi uma das primeiras intérpretes de samba da Sapucaí
Elza Soares foi uma das primeiras intérpretes de samba da Sapucaí - Crédito: Instagram/@elzasoaresoficial

por Loyane Lapa
Publicado em 21/01/2022 às 11:10
Atualizado às 11:10

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Na última quinta-feira, o país perdeu um de seus maiores nomes da música brasileira: Elza Soares. A cantora faleceu aos 91 anos de causas naturais em sua residência, no Rio de Janeiro. Com mais de 34 discos, Elza era ousada e misturava ritmos como o samba, o jazz, a música eletrônica, o hip hop e o funk.

A notícia foi dada pela sua assessoria de imprensa através de comunicado.

“É com muita tristeza e pesar que informamos o falecimento da cantora e compositora Elza Soares, aos 91 anos, às 15 horas e 45 minutos em sua casa, no Rio de Janeiro, por causas naturais”.

O velório de Elza Soares acontece no Theatro Municipal do Rio de Janeiro com cerimônia aberta ao público das 10h às 14h. Depois, seu corpo será levado em um carro aberto pelo Corpo de Bombeiros pela Avenida Atlântica, até o Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, para o sepultamento. 

Com uma história marcada pela resistência e pelo empoderamento feminino, Elza Soares vai deixar saudade! Confira alguns fatos marcantes sobre a vida e obra da “mulher do fim do mundo”. 

1. Cantora brasileira do milênio

Elza Soares foi eleita pela BBC Londres em 1999 como a cantora brasileira do milênio. Mas esse foi apenas um dos muitos títulos e premiações que a cantora ganhou ao longo de sua trajetória. 

Em 2003, Elza também foi indicada ao Grammy Latino pelo álbum “Do Cóccix ao Pescoço”. Um dos CDs mais icônicos de Elza Soares foi o “A Mulher do Fim do Mundo”, seu trigésimo segundo álbum.

Lançado em outubro de 2015, o álbum foi premiado em 2016 como o melhor de música popular brasileira pelo Grammy Latino e também recebeu um Troféu da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA).

2. Foi enredo de escola de samba

Nascida na Favela de Moça Bonita (atual Vila Vintém), em Padre Miguel, no Rio de Janeiro, Elza Soares também já foi homenageada pela escola de samba local, a Mocidade Independente de Padre Miguel.

Com o samba-enredo “Elza Deusa Soares”, o desfile aconteceu no último desfile de carnaval antes da pandemia e contava sua trajetória desde o início da vida.

Elza Soares participou do desfile e veio como destaque no último carro, fechando a apresentação. A escola de samba ficou como terceira colocada entre as especiais em 2020 e decretou luto oficial de três dias. 

3. Faleceu no mesmo dia que Mané Garrincha

A morte de Elza Soares aconteceu no mesmo dia que seu ex-companheiro, Mané Garrincha, quase 40 anos depois. Segundo Elza, no programa Conversa com Bial, “Eu sonho muito com o Mané. O maior amor da minha vida foi ele”.

A data também coincide com o Dia de Oxóssi. Elza foi uma importante voz contra a intolerância religiosa diante de religiões como o candomblé.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.