Quarto casal: aposte em tons neutros para unir conforto e personalidade

Conheça e inspire-se nestes dois projetos de quarto de casal que provam que neutralidade não precisa ser sinônimo de impessoalidade!

None
Foto: Henrique Queiroga e Marília Serra

por Redação Alto Astral
Publicado em 16/12/2016 às 19:17
Atualizado às 16:15

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Não é à toa que muitos escolhem tons neutros na hora de decorar entre quatro paredes: o quarto é para onde vamos quando buscamos relaxamento e descanso. Confira estes dois projetos que provam que a neutralidade não significa abrir mão da personalidade!

Montagem quarto de casal

Fotos: Henrique Queiroga e Marília Serra

 Com a sua cara

Quarto de casal

Foto: Henrique Queiroga

Quem disse que um ambiente, só porque foi alugado, não pode ter a personalidade de quem vai viver ali nos próximos anos? “Mesmo sendo um apartamento locado, nós criamos um local agradável para o morador utilizando cores escuras e texturas, como a cama de camurça, o puff de pelo e a palhinha no abajur para aquecer”, detalham as arquitetas Nathália Otoni e Luciana Araújo, do escritório Óbvio Arquitetura.

Mobília atemporal

Quando for alugar, aposte em móveis práticos e estratégicos, que possam ser levados com você na hora de se mudar.

Para toda a família

Quarto de casal

Foto: Marília Serra

Neste quarto de 9,53m², projetado pelas arquitetas Carla Vaz e Marília Serra, da Serra Vaz Arquitetura e Design, a decoração é simples e o destaque fica por conta da cama king size, utilizada também pelos filhos, que costumam passar bastante tempo no cômodo. “A cabeceira almofadada é confortável, possibilitando momentos de descontração em família, como, por exemplo, uma boa leitura”, contam as profissionais.

Dica das arquitetas

Bancada e baú

Foto: Marília Serra

Para aproveitar melhor o espaço em quartos pequenos, aposte em uma mobília multifuncional. “Neste cômodo fica claro que um único móvel pode servir para duas funções: a bancada, que com o tampo aberto vira uma penteadeira, e um baú, que ajuda a armazenar objetos e também funciona como cadeira”, explicam.

Texto: Mariana Siqueira/Colaboradora | Consultoria: Carla Vaz e Marília Serra, arquitetas da Serra Vaz Arquitetura e Design, de São Paulo (SP); Luciana Araújo e  Nathália Otoni, arquitetas do escritório Óbvio Arquitetura, de Belo Horizonte (MG)

LEIA TAMBÉM