Entenda mais sobre a TPM e confira as possibilidades de tratamento!

Conhecida pelas mulheres como TPM, a tensão pré-menstrual possui vários graus e sintomas até diferentes para cada mulher.

None
Tensão pré-menstrual Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/05/2017 às 12:58
Atualizado às 13:45

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Os sintomas a seguir são comuns para todas as mulheres. Se eles persistirem, não mexa com elas: inchaço, irritabilidade, dor de cabeça, compulsão por doces… Esses sintomas vão atingir, pelo menos, 50% das mulheres em alguma fase da vida, e até 15% delas sofrem com eles todos os meses. E esses são apenas alguns dos sinais que podem aparecer 15 dias antes da menstruação. É preciso atenção aos sintomas: se eles não desaparecerem com a menstruação, não indicam a famosa tensão pré-menstrual (TPM) e o melhor a fazer é investigá-los. Para ter certeza de que é TPM, é necessário anotar o que se sente ao longo do mês.

Afinal, por quê?

É na puberdade que as oscilações hormonais começam a acontecer: as mulheres nascem com uma quantidade baixa dos hormônios estrógeno e progesterona, que aumentam nesse período de formação do corpo e primeira menstruação. A partir daí, os níveis desses mesmos hormônios vão subir e descer de acordo com o ciclo menstrual – e só vão cessar com a menopausa, quando não há mais ovulação e produção hormonal e, portanto, menstruação e TPM também não. Dentre os fatores que provocam a TPM, a ginecologista cita cinco fundamentais: hereditariedade, queda dos níveis de serotonina, produção exagerada de progesterona e queda de estrogênio; aumento na produção de prostaglandinas e fatores externos, como medicamentos.

mulher com cólica menstrual

A cólica é um dos sintomas que acompanha a menstruação Foto Shutterstock.com

Papel dos hormônios

Em um ciclo menstrual de 28 dias, o nível de estrogênio sobe gradualmente a partir da menstruação e atinge o máximo por volta do 14º dia, fase em que ocorre a ovulação. O aumento do hormônio eleva a libido e melhora o humor. Depois da ovulação, o estrogênio começa a cair, fazendo com que a produção do neurotransmissor serotonina caia também. “Quando a concentração de serotonina cai, a pessoa torna-se mais deprimida, irritada, agressiva e com vontade de comer doces. Essa queda vai aumentando progressivamente até atingir seu ápice 24 horas antes do início da menstruação”, explica Mara. É na fase da ovulação que a produção de progesterona se eleva. Esse hormônio é responsável por preparar o corpo para uma gravidez e, se ela não ocorre, os níveis caem, assim como os de estrogênio. No caso da TPM, a progesterona está ligada a sintomas como retenção de líquidos e dores nas mamas.

montagem com uma mulher feliz e triste

Nessa fase é normal a mudança de humor Foto shutterstock.com

Diferentes graus

Os sintomas da TPM atingem as mulheres de formas diferentes. Algumas podem sofrer mais com inchaço, enquanto outras ficam mais sensíveis emocionalmente. Além disso, podem ser mais leves em umas e mais graves em outras. Para saber se a TPM é leve, moderada ou intensa, é necessário observar os sintomas e quais atividades diárias eles estão afetando. Uma consulta com o médico também pode ajudar a identificar a gravidade do problema.

Leia também:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.