Conheça a história do profeta Maomé

Você sabe por que Maomé é o profeta mais importante para os muçulmanos e como se tornou o responsável pela criação do Alcorão?

None
ILUSTRAÇÃO: Eugênio Tonon

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/07/2016 às 12:20
Atualizado às 16:56

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Profeta e fundador do Islamismo, Maomé nasceu na cidade árabe de Meca com o nome de Huhammad.

Ilustração de Maomé, o profeta mais importante para os muçulmanos.

ILUSTRAÇÃO: Eugênio Tonon

Trajetória do profeta

Órfão de pai, perdeu a mãe aos seis anos. Na época, a sociedade árabe era dividida em tribos e clãs, com uma formação política bem descentralizada. Maomé pertencia a uma tribo poderosa na época e, mesmo sendo analfabeto, trabalhou a maior parte da vida como mercador. Casou-se com uma mulher mais velha do que ele, que pôde oferecer melhores condições financeiras e status social.

No ano de 610, Maomé teve uma revelação mística, chamada de epifania: por meio do arcanjo Gabriel, recebeu as primeiras revelações do próprio Deus, que se repetiram por vários anos. A compilação delas deu origem ao Corão, livro sagrado dos islâmicos, cujos versos foram ditados pelo próprio Maomé.

Por acreditar ser um mensageiro divino, começou a fazer pregações; entre elas, a de que as pessoas deveriam se submeter a um único deus, diferentemente do costume dos árabes na época, que se dedicavam a várias divindades. Também pregava que os fiéis poderiam ter uma vida eterna e gloriosa mesmo após a morte terrena. Apesar de não rejeitar o cristianismo e o judaísmo, seguido por boa parte da população na época, era contra a adoração de ícones pagãos. Maomé ainda lutou contra o infanticídio, defendeu um código de ética para as guerras e regulamentou práticas comerciais. Com as perseguições a Maomé e seus fiéis, eles deixaram Meca e se mudaram para Medina, uma cidade próxima. Depois de vários anos enfrentando batalhas contra Meca, Maomé, com seu exército, reconquistou a cidade, oferecendo uma unidade política e melhores condições de vida ao seu povo.

Legado

Em menos de 200 anos, uma nova identidade dos seguidores do Islã se espalhou do Himalaia à Europa, fundindo-se à cultura dos povos conquistados. Com isso, houve um salto de evolução na sociedade árabe, principalmente nas artes, na tecnologia, arquitetura, matemática e navegação. Para além do mundo árabe, Maomé forneceu as bases da religião islâmica, a segunda crença religiosa mais seguida no mundo atualmente – atrás apenas do Cristianismo.

VEJA TAMBÉM

Qual a diferença entre islâmico e muçulmano?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.