ENTRETENIMENTO

A higiene (ou falta dela) dos nobres franceses no século 17

Por trás de tanta riqueza e sofisticação, a corte francesa do século 17 não possuía certos hábitos de higiene que são básicos hoje em dia

None
FOTO: Hyacinthe Rigaud/Wikimedia Commons

por Redação Alto Astral
Publicado em 09/08/2016 às 18:43
Atualizado às 17:47

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quem ouve falar sobre os luxos da época áurea do Palácio de Versalhes não imagina que o cheiro predominante no ambiente era… de desodorante vencido há muito tempo! No século 17, a corte francesa, embora com fama de requintada, não era chegada a noções básicas de higiene pessoal.

gif desodorante higiene pessoal

FOTO: Reprodução

Banho significava raridade (lavar rosto e mãos bastava) e o mau cheiro era tanto que, para suportar o fedor, havia a necessidade de queimar substâncias odoríferas antes de dormir. As vestimentas só eram
trocadas quando estavam a ponto de apodrecer e, com tanto nobre porco, infestações de piolhos haviam virado fato cotidiano. Mas, pelo jeito, ser sujinho fazia sucesso: cabelos oleosos eram vistos como sinal de saúde.

O rei da higiene, só que não

Quem nunca ouviu falar no famoso Luis XIV, o Rei Sol, dono de uma das frases mais icônicas da história: “o Estado sou eu”. É claro que ele ficou conhecido pelo seu governo, mas seus retratos sofisticados escondiam a verdade sobre sua vida pessoal: ele era muito sujo!

Luis XIV França higiene

FOTO: Hyacinthe Rigaud/Wikimedia Commons

Por não tomar banho, ele tentava esconder o mau cheiro banhando-se em perfume. Entretanto, não adiantava! O rei tinha abrir as janelas de todos os lugares que entrava para que as pessoas conseguissem ficar no mesmo cômodo que ele.

O monarca sofreu as consequências com problemas de saúde: teve sarampo, sarna, crises de gota, escarlatina, blenorragia (gonorreia), febre tifoide e fístula anorretal. Além de tudo isso, a higiene bucal também faziam parte do pacote. Luis tinha a maioria dos dentes podres!

SAIBA MAIS

Profissão nojo: conheça os 3 empregos mais asquerosos do mundo

As comidas mais bizarras e nojentas do mundo

3 costumes de outros povos que são bizarros!

Texto: Redação Edição: Érika Alfaro