Eva Perón, a mulher que marcou a história da Argentina

Conhecida como "mãe dos pobres", Eva Perón concedeu às mulheres o direito ao voto e se tornou uma das figuras mais marcantes da história da Argentina

None
FOTO: Wikimedia Commons

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/09/2016 às 14:13
Atualizado às 18:35

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Atriz, primeira-dama e personalidade política da Argentina, Eva Perón fundou o Partido Peronista Feminino e concedeu às mulheres o direito ao voto, em 1947. Além disso, criou a Fundação Eva Perón, uma organização que promovia trabalhos sociais, como a distribuição de mantimentos e a construção de escolas e  hospitais.

Vinda de uma família pobre, Evita mudou-se para Buenos Aires com 15 anos para começar sua carreira artística. Integrou o elenco do filme Segundo Afuera e de diversas radionovelas. Durante sua participação em uma operação em prol das vítimas de um terremoto em San Juan, conheceu Juan Domingo Perón, então Ministro do Trabalho, com quem se casou. Com o seu apoio, o marido elegeu-se presidente da Argentina.

eva perón discursando argentina

FOTO: Wikimedia Commons

Evita ganhou notoriedade por seu carisma, elegância e proximidade com o povo. Chamada de “mãe dos pobres”, conquistou apoio popular para o governo de Juan, do qual era peça-chave.

Evita morreu jovem, aos 33 anos de idade, em decorrência de um câncer de útero. “Evita havia se diluído, estava em todos os lugares! A sua identificação à sua pátria fora tão completa e consumada que agora, morta enquanto integridade física coesa, ela vivia, enquanto mito, em todos os recantos da Argentina“, trecho do artigo Evita: A Mulher, O Mito (acesse clicando aqui).

eva perón primeira-dama personagem política argentina

FOTO: Pinélides Aristóbulo Fusco/Wikimedia Commons

LEIA TAMBÉM

Texto: Érika Alfaro