ENTRETENIMENTO

Enigmas da Bíblia: quem era o Faraó do Êxodo?

Qual é a identidade do Faraó que precisou enfrentar as pragas de Deus e a fuga do povo pelo Mar Vermelho, presentes na passagem bíblica do Êxodo?

None
Estátua de Ramsés II. FOTO: iStock/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/08/2016 às 18:20
Atualizado às 16:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O Faraó do Êxodo foi o rei que governou o Egito antigo, no tempo do êxodo. A história da escravidão dos filhos de Israel no Egito, as pragas de Deus e suas forças de libertação, além da fuga do povo para prosseguir na travessia do Mar Vermelho compõem o livro de Êxodo.

Mar vermelho, aberto, água, Faraó, Êxodo

FOTO: Shutterstock Images

O faraó da história não é nomeado –, ele é referido simplesmente como “Faraó” – e a questão da sua identidade tem sido objeto de muita especulação entre os que acreditam que o evento bíblico pode ter sido real.

Quem era o Faraó do Êxodo?

A figura mais comum na cultura popular é Ramsés, o Grande (ou Ramsés II), embora não haja provas documentais ou arqueológicas de que ele teve de lidar com as pragas do Egito ou qualquer coisa semelhante, ou que ele perseguiu os escravos hebreus que fugiam do Egito.

Estátua Ramsés II, o Grande, Faraó do Êxodo

Estátua de Ramsés II (FOTO: iStock/Getty Images)

Há também um relato feito por Merneptah, sob a forma de um poema chamado Israel Estela, que faz referência à suposta destruição total de Israel, indicando que um faraó personificado não teria existido.

SAIBA MAIS

Conheça 5 fatos sobre o faraó Tutancâmon

Bala de menta é coisa de faraó. Entenda!

Texto: Redação Edição: Érica Aguiar Arte: Mary Ellen Machado