ENTRETENIMENTO

Saiba quem foi Cristina de Pisano, a precursora do feminismo

Superando todos os preconceitos de sua época, Cristina de Pisano revolucionou a literatura e tornou-se a primeira escritora profissional da Europa

None
Cristina de Pisano, considerada a precursora do feminismo. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/09/2016 às 18:35
Atualizado às 18:22

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Numa época em que a figura masculina era ainda mais exaltada e valorizada, Cristina de Pisano conseguiu superar todas as barreiras do preconceito para tornar-se a primeira escritora profissional da Europa. Além disso, escreveu um dos principais tratados – e talvez o primeiro da história-, intitulado A Cidade das Mulheres, no qual defendia as mulheres e seus direitos, o que lhe rendeu o título de precursora do feminismo.

Cristina de Pisano, poetisa, feminista, precursora, vestido azul, pintura medieval

Cristina de Pisano, considerada a precursora do feminismo. FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons

História de lutas

Nascida em Veneza, no ano de 1363, Cristina de Pisano foi, além de poetisa, filósofa e defensora do papel vital das mulheres na sociedade. Mudou para a França aos cinco anos de idade para acompanhar seu pai, médico e astrólogo do rei Charles V. Pelas redondezas do Louvre, Cristina teve acesso a manuscritos e clássicos, aguçando, desde então, seus interesses intelectuais. Aos 15 anos de idade, casou-se com Étienne du Castel, secretário da Corte. Dez anos após o enlace, Cristina ficou viúva e viu-se tentando lutar por sua vida e pela de seus filhos, dedicando-se a partir de então, plenamente à literatura.

SAIBA MAIS

Isabel de Castela: conheça a mulher que mudou a história da Espanha

A rainha da Inglaterra Isabel da França lutou pela libertação do país

Texto: Nathália Piccoli Edição: João Paulo Fernandes