Seu relacionamento é do tipo ioiô? Melhore já essa situação

Especialistas falam sobre o que pode levar a esse vaivém dos casais

Veja o que fazer para não ter um relacionamento ioiô
Veja o que fazer para não ter um relacionamento ioiô - Shutterstock

por Julia Natulini
Publicado em 01/11/2021 às 16:00
Atualizado às 16:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Toda hora acompanhamos na mídia o vaivém de casais famosos. Os sertanejos Maiara e Fernando e o casal recém-conciliado Mayra Cardi e Arthur Aguiar são bons exemplos de relacionamentos ioiô. Longe dos holofotes, esse tipo de relação também é muito comum e costuma causar um enorme desgaste não só aos envolvidos, mas também aos amigos e conhecidos do par - eles acabam não levando a sério tanto separa-e-reata ou acabam sofrendo junto com os dois. 

Se você se identificou com essa situação, saiba que é possível levar o romance a outro nível - um nível de estabilidade, obviamente - com algumas mudanças de comportamento. Ouvimos dois especialistas - Arlete Gavranic, psicóloga e terapia sexual, e Yuri Busin, psicólogo e doutor em neurociência do comportamento - que deram algumas dicas. Confira:

Relacionamentos ioiô pode se tornar um hábito

Para dar certo, é preciso dialogar e tentar parar de reproduzir as situações que sempre causam brigas ou estresse. É por essa razão que nem sempre a relação consegue ir adiante e se mantém num ciclo vicioso. É preciso avaliar quais são os gatilhos que levam aos comportamentos que provocam esse hábito de idas e vindas e, a partir disso, ambos precisam tomar novas atitudes se realmente querem fazer dar certo.

Esqueça o passado

Pessoas que se encontram em relacionamentos do tipo vaivém podem não se sentir seguras de si ou até mesmo achar que não são amadas de verdade por causa de experiências anteriores ruins ou de padrões aprendidos com os pais, como “quem ama perdoa”. Um exercício de autoconhecimento sincero e foco no presente costumam ajudar.

Chega de DRA

A falta de comunicação pode levar ao fim. Quando tudo se torna uma discussão de relacionamento, a relação pode cair num marasmo e fazer com que a estabilidade se perca. Conversar, entender e permitir que o outro viva a vida dele é algo que pode ser cultivado no relacionamento para que ele tenha boa qualidade.  

Cuidado com o ciúme

Muitas vezes o ciúme é uma das causas do relacionamento ioiô. Pessoas muito possessivas e ciumentas geralmente sofrem com insegurança pessoal e tudo isso mobiliza brigas e rompimentos. 

Combinem de mudar

O relacionamento ioiô pode dar certo se houver mudanças e disposição do casal para melhorar. Respeito e boa comunicação são as palavras de ordem para evitar brigas, discussões e até mesmo o final da relação.

Fontes: Arlete Gavranic, psicóloga especialista em terapia sexual, e Yuri Busin, psicólogo, mestre e doutor em neurociência do comportamento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.