Será que as gomas para cabelo realmente funcionam?

Dermatologista analisa a composição das gomas e comenta sua influência no processo de crescimento e fortalecimento para o cabelo

As gominhas costumam ter formatos divertidos, como corações e ursinhos
As gominhas costumam ter formatos divertidos, como corações e ursinhos - Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 26/02/2022 às 19:00
Atualizado às 19:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Basta dar um giro rápido pelo feed do Instagram para encontrar diversas influenciadoras digitais falando sobre as milagrosas gomas para cabelo. Mas, afinal, o que são essas gominhas que prometem resultados incríveis e estão sempre em promoção? 

Vendidas em potes esteticamente bonitos e em formatos fofos — normalmente de corações ou ursinhos, — as gomas são vitaminas para auxiliar no crescimento e fortalecimento não só fios, como também das unhas. Algumas versões, inclusive, dizem agir ainda na imunidade e melhora da pele. Ou seja, um combo perfeito, né? 

Entretanto, embora o discurso para vendê-las seja bastante convincente, é preciso uma análise detalhada de sua composição antes do consumo. Isso porque cada marca oferece um tipo e, assim como outros tratamentos, cada organismo deve ser avaliado de um jeito único antes de recebê-lo.

gomas para cabelo e unhas
Dermatologista esclarece as principais questões sobre as gominhas (Foto: Shutterstock)

Pensando nisso, conversamos com a dermatologista Aline Falci para responder à pergunta que não quer calar: será que as gomas para cabelos realmente funcionam? Confira abaixo no nosso bate-papo com a especialista: 

Alto Astral: As gominhas têm eficácia comprovada?

Aline Falci: As gomas para fazer o cabelo crescer estão na moda, no entanto, o que realmente define o crescimento dos fios é a genética e eles crescem cerca de 1 centímetro ao mês. Ou seja, não há benefícios em seu uso do ponto de vista dermatológico.

AA: Elas podem ser usadas sem recomendação ou acompanhamento médico?

AF: Não. Nenhum polivitamínico, seja para cabelos ou unhas, deve ser usado sem avaliação médica. 

AA: Se elas não têm eficácia cientificamente comprovada, como algumas pessoas relatam melhoras com o uso?

AF: A melhora relatada pelas pessoas pode ser justificada por dois pontos: o primeiro é o efeito placebo — quando o paciente crê no resultado e, por isso, sente a melhora, mesmo que não aconteça —, e o segundo é um viés de observação, ou seja, os resultados são pautados apenas em pesquisas subjetivas e de percepção do fio. 

AA: Do ponto de vista médico e dermatológico, as gominhas são indicadas aos pacientes?

AF: Do ponto de vista dermatológico, não vejo benefícios para o uso das gomas. Pelo contrário, atendemos casos em que a suplementação excessiva de vitaminas e sem critério médico vem desencadeando a queda de cabelo. Sendo assim, não indico o uso desses produtos.

Sendo assim, antes de ficar encantada com os "benefícios" oferecidos pelas gominhas, vale a pena se consultar com seu dermatologista de confiança, viu? Por não oferecer um resultado comprovado, é melhor investir em um tratamento adequadoe específico para o que você precisa do que cair em cilada, viu?

Fonte: Aline Falci, dermatologista do Instituto de Ciências Neurológicas (ICNE) e da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.