Cuidados essenciais com a pele no frio

Ressecou tudo por aí também? As condições climáticas e os nossos hábitos no frio afetam diretamente a saúde da pele

Dê atenção para o rosto nos dias mais frios!
Dê atenção para o rosto nos dias mais frios! - Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/05/2022 às 11:00
Atualizado às 11:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você também está com a impressão de que "tem um inverno no meu outono" por aí? Pois é. Os ventos mais frios e baixa umidade do ar chegaram mais cedo por conta de uma onda de frio intensa, dando um leve spoiler do que enfrentaremos no inverno. Agora se tem algo que sofre é a nossa pele no frio, viu? 

É comum que toda a nossa pele fique mais ressecada por conta desses fatores climáticos. E, como se não bastassem as condições da estação, nós adotamos diversos hábitos que também são prejudiciais à pele, como os banhos mais prolongados e quentes além de manter a mesma rotina de skincare dos dias mais quentes, por exemplo.

Independentemente do seu tipo de pele, você deverá adotar cuidados básicos e essenciais para a pele no frio. Segundo a dermatologista Letícia Bortolini, um passo indispensável é a hidratação, que precisará ser aumentada nesse período. 

Além de evitar práticas prejudiciais, como a água quente e o uso de buchas, é preciso também permanecer com as etapas essenciais dos cuidados: "a ordem normal do skincare, com limpeza, tonificação, hidratação e proteção da pele continua nessa estação", orienta a médica. 

Tente trocar produtos

A dermatologista aconselha a trocar os produtos por versões menos agressivas, se necessário. Essa dica vale também para as peles oleosas, que, de acordo com Bortolini, após a limpeza, devem logo realizar a hidratação com séruns ou géis, de modo a evitar o efeito rebote da oleosidade ou descamação com coceira e vermelhidão, o que pode ser um quadro de dermatite seborreica. 

Já para as peles secas, a dermatologista alerta para uma atenção especial para a pele no frio durante esse período: "os hidratantes devem ser enriquecidos, ou seja, suas formulações devem ser mais nutritivas para formar um filme sobre a pele", explica. 

Outro ponto que gera dúvida é se, mesmo no frio, há necessidade de proteger a cútis dos raios solares. A resposta é sim! "Não se engane, apesar da menor incidência do calor, a fotoproteção ainda é regra: o filtro solar deve ser usado diariamente", garante a especialista. Ela relembra também da importância de reaplicar o protetor a cada duas horas se houver exposição direta ao sol, ou a cada quatro horas, quando estiver em ambientes fechados, além de associá-lo ao uso de antioxidantes

Assim como os cuidados para a pele no frio são diferenciados, o mesmo acontece com os tratamentos, que apresentam opções mais indicadas para temperaturas baixas.

Segundo a médica, é possível adicionar à rotina em casa derivados de Vitamina A ácida, sempre à noite, sendo que a frequência de uso dependerá de cada pele, portanto, deverá ser prescrita por um profissional, e seguida de cremes nutritivos.

Fonte: Letícia Bortolini, dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.