Dia do Sexo: 7 benefícios do sexo para sua saúde

Segundo especialistas, aumento da autoestima, longevidade e até mesmo melhora do sono estão entre as vantagens

Atividade sexual é capaz de impactar positivamente a saúde
Atividade sexual é capaz de impactar positivamente a saúde - Shutterstock

por Julia Natulini
Publicado em 06/09/2021 às 18:00
Atualizado às 18:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Para além do prazer, o sexo, quando praticado de forma consensual, é uma atividade capaz de favorecer diversos aspectos da nossa vida. Mas você sabia que a atividade sexual pode trazer diversos benefícios especialmente para a saúde? Aumento da autoestima, longevidade, melhora da saúde mental e do sono e até mesmo o bom humor são algumas das vantagens de se fazer sexo.

Assim, no Dia do Sexo (6), para aprofundar mais o assunto e entender o impacto do sexo na sua saúde, o Alto Astral conversou com Stephanie Chagas Feitosa, médica ginecologista, e com Marcos Santos, psicológo especialista em sexualidade, e listou 7 benefícios do sexo para a sua saúde! Confira:

1 - Sexo contribui para a saúde física e mental

Segundo Stephanie Feitosa, quando o sexo é praticado sem culpa, é capaz de aliviar dores, acelerar a cicatrização da pele, melhorar distúrbios do sono, aumentar a circulação sanguínea e massa muscular. Além disso, de acordo com a ginecologista, o ato também promove o rejuvenescimento e facilita o emagrecimento.

Marcos Santos explica que fazer sexo pode ser uma boa maneira de se exercitar por envolver esforço físico muscular, cardiorrespiratório, transpiração e sua consequente queima de calorias, que podem alcançar números satisfatórios (em média, é possível queimar até 300 calorias por hora). 

Mas não para por aí! "A excitação e a conclusão da relação sexual levam a um relaxamento, combatem o estresse e a ansiedade, melhora o sono e aumenta a sensação de bem estar", explica a médica.

O psicólogo também ressalta o benefício do sexo para a saúde mental. "A importância do orgasmo para a saúde física também traz benefícios na saúde mental, diminuindo a ansiedade, eliminando o estresse e evitando as neuroses. Uma vida sexual ativa está associada também a menos agressividade e menos depressão”, explica Marcos.

2 - Sexo aumenta a longevidade

Prolongar a vida é uma das consequências em virtude de todas as vantagens já apresentadas. “Pessoas que fazem sexo duas vezes por semana têm 50% de chances de viver mais do que as que não fazem. Por reduzir a pressão arterial e proteger contra doenças cardíacas, quem faz mais sexo está menos propenso a sofrer um ataque cardíaco fatal”, ressalta o especialista em sexualidade.

3 - Sexo colabora para o aumento de autoestima 

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a sexualidade é influenciada pela interação de fatores biológicos, psicológicos, socioeconômicos, políticos, culturais, éticos, legais, históricos, religiosos e espirituais. Constitui um aspecto fundamental do ser humano, envolvendo as identidades de gênero, sexo, orientação sexual, erotismo, prazer, intimidade e reprodução. 

Stephanie comenta que a autoestima é a maneira pela qual os indivíduos aceitam sua própria identidade, além de envolver o gostar e o aceitar-se. Assim, a autoestima é a chave de uma vida sexual saudável e recompensadora; a função sexual preservada, livre de disfunções é fundamental para a realização pessoal, explica a ginecologista.

4 - Fazer sexo melhora a libido

A libido é a energia que abastece nossa vida de sentido. Popularmente é entendida como o desejo sexual que sentimos a partir de estímulos sensoriais (visuais, táteis, auditivos ou olfativos).

“O estímulo biológico (causado por hormônios) não é o único a provocar o desejo sexual. A libido será impactada principalmente pela função que o sexo ocupa na vida da pessoa”, diz Marcos.

5 - Sexo traz mais felicidade

O psicólogo explica que o sexo ajuda na manutenção de maiores períodos de felicidade. Isso proque a satisfação não vem só do prazer físico. O sexo traz benefícios emocionais significativos, pois, além de fortalecer os relacionamentos, agrega significado à vida das pessoas.

Dessa forma, segundo Marcos, os resultados são perceptíveis por todos já no dia seguinte após uma prática sexual, quando as pessoas costumam transparecer mais felicidade e serem reconhecidas pelos outros com esse sentimento. 

6 - Sexo reduz o risco de desenvolver câncer

De acordo com Stephanie, todo hábito saudável colabora para que o organismo não desenvolva doenças, como é o caso do câncer. Assim, com todos os benefícios físicos e psicológicos apresentados, é possível afirmar que  o sexo pode ajudar a combater certos tipos de câncer. Homens que atingem mais orgasmos por semana têm menos risco de câncer de próstata, a ginecologista exemplifica.

"Mulheres que praticam sexo mais de uma vez por semana têm menos chance de ter câncer de mama. Além de um ótimo imunizador de doenças, é importante ressaltar que o sexo é também um potencializador da saúde durante o tratamento do câncer, sendo recomendável a sua prática regular", complementa a médica. 

7 - Sexo reduz o diabetes 

Segundo Stephanie, um estudo do Journal of the American Medical Association relatou diminuição da resistência à insulina, causadora de diabetes tipo 2, com o aumento da frequência das relações sexuais em pacientes que sofrem da doença.

Mas atenção: se você for portador(a) de diabetes, não confie somente no sexo; afinal, estudo se renovam todos os dias e, portanto, é de suma importância seguir sempre as orientações médicas.

Fale sempre com seu parceiro ou parceira!

Conversar sobre sexo fora das quatro paretes é essencial para resolver problemas ou discutir o que está funcionando ou não na relação. Além disso, através do diálogo, é possível o seu parceiro saber o que te satisfaz e o que mais te agarada na cama, e vice-versa, eliminando qualquer desconforto na hora H e contribuindo para o bom andamento do relacionamento.

E lembre-se: você não precisa fazer nada que te deixe desconfortável!

Fontes: Stephanie Chagas Feitosa, ginecologista e obstetra com residência médica em Ginecologia e Obstetrícia pela Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e atua na Cia da Consulta; Marcos Santos, psicólogo especialista em sexualidade da Plataforma Sexo sem Dúvida, sexólogo e terapeuta sexual. Formado em sexologia pela Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde, Educação e Terapia Sexual (ABRASEX).

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.