SAÚDE

Conheça os benefícios da acupuntura para a saúde mental

O processo auxilia até na ansiedade! Descubra os benefícios da medicina alternativa na saúde mental

Acupuntura e benefícios para a saúde mental
Acupuntura e benefícios para a saúde mental - Reprodução / Shutterstock

por Beatryz Gaia
Publicado em 03/04/2021 às 18:00
Atualizado às 18:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você conhece os poderes da acupuntura? As agulhas podem, por exemplo, auxiliar no tratamento de problemas mentais. Essa medicina alternativa é ligada a medicina chinesa, onde os princípios fundamentais não possuem divisão entre corpo e espírito.

Nos canais e vasos de circulação de sangue que os chineses descobriram, existem os pontos de acupuntura, que quando estimulados pela inserção de agulhas,
pela ação do calor e pela estimulação manual ou elétrica, provocam respostas nas diversas estruturas do sistema. Como cada ponto tem uma função específica, a estimulação é adequada a partir de um diagnóstico médico, corrigindo as
disfunções dessas estruturas e possibilitando o tratamento de várias doenças.

Os medicamentos chineses são muito utilizados em associação com a acupuntura e o tratamento é sempre acompanhado de uma correção de hábitos de vida, como a adequação da alimentação e do balanço entre as atividades laborais e recreativas.

Em relação à ansiedade, o Dr. Luiz Sampaio explica como a acupuntura auxilia nesse problema. "Com a medicina chinesa, podemos atuar de forma efetiva, sem os efeitos adversos dos medicamentos ocidentais usados para a ansiedade. A combinação de acupuntura, visando minimizar a reação do organismo à agressão com práticas meditativas, e associação de fitoterápicos têm dado boa resposta para tratar o problema."

Quando há uma situação de medo, onde, por exemplo, a fantasia de morte está presente, esses sintomas podem começar a se agravar e o caso fica ainda mais sério. O tratamento contra esse problema vai exigir mais recursos do que os promovidos pela medicina chinesa, e nesse caso, o acompanhamento com um tratamento psicológico é fundamental.

Além disso, em relação à resposta a acupuntura, diversos fatores são considerados. Dentre eles, a gravidade da doença, seu tempo de instalação no organismo, idade do paciente e da disponibilidade em mudar hábitos não saudáveis do dia a dia.

"Doenças agudas em pessoas jovens e previamente saudáveis respondem de modo muito rápido, às vezes com uma única sessão. Já pessoas com doenças crônicas e debilitadas, a resposta é menos evidente e o tempo dedicado ao tratamento é maior", esclarece o acupuntor.

Na pandemia, como qualquer consultório médico, os profissionais da medicina alternativa seguem as normas determinadas pela Vigilância Sanitária. "As salas onde são realizados os procedimentos de acupuntura são higienizadas após cada procedimento. A quantidade de atendimentos é limitada, evitando-se com isso a permanência de pacientes aguardando na sala de espera. E claro, cuidados básicos de higienização das mãos e uso constante das máscaras é imprescritível", comenta o profissional.

Consultoria: Dr. Luiz Sampaio, médico acupunturista e diretor de defesa do paciente do Colégio Médico de Acupuntura de São Paulo.