Coletor Menstrual: alternativa ao absorvente comum

O coletor menstrual é uma alternativa econômica e sustentável ao absorvente comum e ajuda no autoconhecimento do corpo! Conheça mais sobre o "copinho".

None
Divulgação/Facebook

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/07/2016 às 11:42
Atualizado às 16:53

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Popularmente chamado de copinho, o coletor menstrual, que ainda causa estranheza em algumas mulheres, tem sido uma solução sustentável e está ganhado várias adeptas por ser uma alternativa ao absorvente comum.

Com pouco mais de 4 centímetros, o coletor trouxe para discussão mais do que uma maneira ecológica de se pensar – já que apenas o fluxo menstrual é descartado e diminui a produção de lixo. Trouxe também à tona a discussão sobre o autoconhecimento do corpo e a importância disso para as mulheres.

Coletor Menstrual Holy CupDivulgação/Facebook

Conheça mais sobre o coletor e suas vantagens para o mundo – e para você:

1. Material

O coletor é feito de silicone medicinal hipoalergênico flexível. Portanto, não causa alergias e não é um perigo para seu corpo. Para a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) o coletor não possui uma finalidade terapêutica, por isso, não possui regulamentação e não é considerado um material para a saúde da mulher.

2. Como funciona

É como se o coletor fosse um copinho: ele armazena o fluxo vaginal, sem absorvê-lo. Ele tem o formato de um funil de silicone, e é maleável o suficiente para ser inserido dobrado no canal vaginal, no colo do útero e se adapta ao formato de cada vagina.

Você pode encontrá-lo em 2 tamanhos: para mulheres que ainda não tiveram filhos, e outro para mulheres que já tiveram. Ele não precisa ser empurrado, por isso não causa incomodo. Veja no vídeo abaixo como utilizá-lo:

3. Por que ele é tão vantajoso?

Uma das principais vantagens é a diminuição da produção de lixo: uma mulher – durante a vida fértil: em média 40 anos -, chega a usar cerca de 11 mil absorventes descartáveis, o que gera uma grande quantidade de lixo.

Além disso, uma das grandes vantagens é a economia. O preço do coletor no Brasil varia de R$65 à R$150 reais, dependendo da marca, mas você só vai precisar comprar outro dentro de 10 anos. São 10 anos sem gastos com menstruação, já pensou nisso?

Coletor Menstrual

iStock.com/Getty Images

Outra vantagem é que, por ser usado dentro do canal vaginal, a proliferação de bactérias dentro da região íntima é muito menor e não altera seu PH natural – já que a maioria das infecções são causadas pela umidade do sangue dos absorventes de algodão. Além disso, a mulher passa a ter uma noção melhor do que é o seu fluxo menstrual.

Daí a importância do conhecimento do próprio corpo, já que os absorventes comuns dão a impressão que o fluxo menstrual é muito maior do que realmente é – já que o sangue se espalha pelo algodão. No geral, os coletores costumam vazar bem menos que absorventes comuns, mesmo para as mulheres com alto fluxo menstrual.

Coletor Menstrual InCiclo

Divulgação/Facebook

A estudante Brenda de Castro de 21 anos, adepta ao coletor há 6 meses, afirma que não troca o coletor por nada e conta como passou a conhecer melhor seu corpo após o uso: “No primeiro ciclo eu me atrapalhava um pouco e tive alguns vazamentos que duraram até o quarto ciclo, quando descobri que deveria colocá-lo tampando o meu colo do útero. Eu não tinha a menor ideia que meu colo do útero cabia ali, na minha cabeça era bem diferente. Foi aí que passei a descobrir como meu corpo era e funcionava“. Brenda também afirma que, depois de usar o coletor, descobriu que a menstruação não tem cheiro: o cheiro ruim dos absorventes comuns é causado pelo contato do sangue com o algodão ou oxigênio – mais uma descoberta sobre o próprio corpo.

3. E a higienização?

A higienização é essencial para a durabilidade do seu coletor, e é mais simples do que você imagina: água e sabão neutro. É importante, no intervalo de cada ciclo, colocar o coletor em água fervente para eliminar qualquer bactéria que possa existir. E sempre, ao manuseá-lo, é importante estar com as mãos limpas – antes e depois de colocá-lo.

Dormir com o coletor também é permitido, já que ele pode ficar no seu corpo por até 12 horas e não causa incômodo, nem mesmo para urinar ou para as mulheres que desejam praticar atividade física: é tudo liberado.

coletor-menstrual

Divulgação/Facebook

4. Existem contraindicações?

As contraindicações existentes são apenas para mulheres que ainda são virgens. O uso do coletor pode causar um incomodo maior e, até mesmo, o rompimento do hímen.

Além disso, é normal sentir um desconforto nos primeiros dias de uso, principalmente no momento da inserção e da retirada do coletor. Se o incômodo continuar,o coletor provavelmente não está encaixado da maneira correta no canal vaginal.

A famosa YouTuber Jout Jout, adepta ao uso do copinho, fez um vídeo bastante explicativo, confira:

SAIBA MAIS

Expectativa x Realidade sobre a menstruação
Comercial de absorvente quebra todos esteriótipos sobre menstruação
10 soluções práticas para reduzir os sintomas da TPM
O que é a endometriose?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.