Absorvente interno: conheça as vantagens e desvantagens em usar

Conheças os verdadeiros pontos positivos e negativos do uso do absorvente interno e fique livre da preocupação com mitos e tabus

None
O absorvente interno ainda é muito estigmatizado por conta de preconceitos, e por isso ainda é o menos usado entre as mulheres. FOTO: iStock.com e Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/07/2017 às 07:00
Atualizado às 15:48

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

É comum ver mulheres ainda apresentarem resistência em utilizar o absorvente interno, com medo de perder a virgindade ou de perder o produto dentro do corpo. Parece engraçado, mas esses tabus são realidade para algumas pessoas e fazem com que não se sintam seguras para usar outra alternativa que não seja o absorvente externo comum. Por isso, trouxemos aqui os verdadeiros prós e contras do absorventeinterno, para tentar ajudar você a desconstruir seus preconceitos sobre ele. Confira!

As vantagens…

Mais higiênico

O absorvente interno coleta todo o fluxo menstrual de forma interna, impedindo que qualquer produto da menstruação vaze. Ou seja, ao contrário, do externo, todo o sangue e outras secreções ficam no lado de dentro do corpo, evitando assim o contato desses fluídos com a vulva e, consequentemente, garantindo uma maior higiene da parte externa da vagina, que não entra em contato com o sangue. Mesmo assim, é necessário lavar a essa região do corpo sempre que o absorvente for trocado.

Sem riscos

Se você é virgem, não precisa se preocupar se quiser utilizar esse tipo de absorvente. Isso mesmo, não precisa se preocupar. O absorvente interno não é capaz de romper o hímen, e, quando introduzido, deve ser “empurrado” até ficar a apenas 1 centímetro acima da entrada da vagina. Ou seja, não há qualquer ameaça à sua virgindade. O absorvente interno é indicado para qualquer mulher.

Adaptável

Apesar de parecer insuficiente, o absorvente interno consegue dar conta de segurar todo a menstruação sem deixar vazar nada. Mesmo que você tenha um fluxo muito intenso, dá pra escolher um modelo que seja mais adequado ao seu corpo. Existem três tipos: o mini (para quem tem pouco sangramento), o médio (para fluxos de volume normal) e o super (para mulheres que têm sangramento abundante).

… E desvantagens

Não esqueça de trocar!

Como esse tipo de absorvente fica na parte interna da vagina, é importante que ele seja trocado a cada quatro horas. Se deixado dentro do corpo por mais tempo (cerca de oito horas ou mais), o sangue parado ali pode desencadear o crescimento de micro-organismos dentro do canal vaginal que alteram a flora bacteriana dessa região do corpo, causando infecções. Também é necessário trocá-lo sempre que sentir ele “encharcado”, o que pode acontecer depois de algum tempo na piscina ou no mar. Porém, isso é algo raro, pois quando colocado de forma correta, o absorvente impede a entrada de água na vagina.

Pra dormir, nem pensar

Por ser necessário trocar o absorvente a cada quatro horas, não é recomendado dormir com ele dentro do corpo. Como explicado anteriormente, o sangue estancado por muito tempo dentro da vagina pode causar problemas. Quando for dormir, o mais indicado é utilizar um absorvente externo comum.

Para ter uma noite tranquila e evitar problemas, o ideal é trocar o absorvente interno por um externo

Para ter uma noite tranquila e evitar problemas, o ideal é trocar o absorvente interno por um externo. FOTO: Shutterstock Images

Tem que colocar direitinho

Se você não inserir corretamente o absorvente dentro da vagina, pode sentir alguns incômodos na região. Por isso, é preciso colocá-lo da forma certa, espantar o medo e empurrá-lo até a altura necessária. O ideal é que ele fique a apenas 1 centímetro acima da entrada da vagina, para que a cordinha fique para fora em um comprimento suficiente para ser puxada e para não ficar muito exposta, o que causa constrangimento e incômodo em algumas mulheres.

Texto: João Paulo Fernandes/Colaborador

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.