6 dicas para transportar seu gato sem estresse

Chega a hora de transportar seu pet e ele já fica estressado, né? Confira alguns truques para acalmar o gato e facilitar o transporte (COM VÍDEO)

O transporte dos gatos requer alguns cuidados
O transporte dos gatos requer alguns cuidados - Shutterstock

por Thaís Lopes Aidar
Publicado em 12/05/2022 às 17:30
Atualizado às 17:30

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Levar o pet para passear ou viajar é uma delícia, né? O único problema é o percurso até chegar no destino, já que alguns animais tendem a ficar bastante estressados durante o transporte, principalmente os gatos. Mesmo sendo um pequeno deslocamento, como a ida ao veterinário, é um desafio para esses felinos que estranham a mudança de local. 

Isso acontece porque os gatinhos precisam ter controle sobre seus territórios para se sentirem seguros, e quando a rotina muda, eles se incomodam. Além disso, esses animais têm o hábito de se esfregar em móveis, paredes e objetos, liberando seu odor natural para transmitir segurança e conforto, e isso não é possível durante o caminho. 

Mas, apesar das dificuldades, algumas dicas podem ajudar o deslocamento a ser mais tranquilo e, assim, deixar os gatos menos estressados durante o transporte. Confira! 

A caixa de transporte deve estar na rotina

Enquanto os cães adoram tomar vento na janela do carro, os gatos devem ser transportados na caixa. Porém, para não causar estranhamento, o objeto deve fazer parte da rotina do pet diariamente. Vale, inclusive, colocar snacks dentro para ele associar à coisas positivas. 

Para cada tamanho, uma mobilidade

Antes de comprar o tem para o transporte, é essencial considerar o porte do animal para ele manter sua mobilidade. O uso de cobertores também pode ajudar aumentando o conforto. 

Planeje todo o percurso

Se possível, dê preferência aos trajetos mais curtos e cerifique-se de que a temperatura esteja boa para o felino. Caso o destino demore mais para chegar, o ideal é organizar tudo primeiro e deixar o gatinho por último, evitando ainda mais estresse.

Viagens precisam de preparo

Vai viajar? Antes, prepare tudo! Nesse dia, forneça menos alimentos, coloque tapetes higiênicos na caixa e, se necessário, cubra com uma toalha para diminuir os impactos externos.

Use odor facial felino 

Lembra que esse cheiro deixa o gato mais seguro? Portanto, o truque é usar um análogo sintético para marcar o local e deixá-lo "conhecido" para o pet. Vale colocar na caixa ou coberta. 

O retorno para a casa também importa

Assim como a ida, a volta também deve seguir alguns cuidados. Quando chegar em casa, coloque a caixa no chão, abra a porta e respeite o comportamento do pet nos primeiros minutos de retorno ainda que seja diferente. 

Gostou das dicas? Não deixe de assistir o vídeo abaixo. É rapidinho!

Fonte: Ceva Saúde Animal.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.