Tudo o que você precisa saber para montar um armário cápsula!

Consultora de moda e estilo consciente dá dicas para um guarda-roupa minimalista e sustentável

Veja como ter um guarda-roupa minimalista!
Veja como ter um guarda-roupa minimalista! - Shutterstock

por Giovana Meneguin
Publicado em 25/06/2021 às 18:00
Atualizado às 18:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com uma rotina assustadoramente pautada no modelo fast fashion, no qual peças são rapidamente produzidas, consumidas e descartadas, muitos consumidores acabam não percebendo o quão danosa a indústria têxtil pode ser para o Meio Ambiente. A emissão de gases de efeito estufa, contaminação do solo, alto consumo de água e energia, e falta de um destino correto para os resíduos são apenas alguns dos impactos gerados pelo mundo da moda.

De acordo com o relatório Fios da Moda, pesquisa pioneira sobre o impacto da indústria têxtil no Brasil, apenas na região do Brás, na cidade de São Paulo, o equivalente a cerca de 16 caminhões de lixo têxtil é descartado por dia. Ainda segundo dados do estudo encabeçado pelo Modefica, sozinho, o algodão é responsável por, aproximadamente, 10% do volume total de pesticidas utilizados em território brasileiro.

Os dados levantados pelo Fios da Moda são alarmantes. No entanto, o relatório também aponta que, apesar de 49.9% das pessoas nunca terem ouvido falar sobre reciclagem de roupas no Brasil, 56,8% estariam dispostas a reciclar suas peças de roupas se soubessem que elas, de fato, estão sendo recicladas. 

Assim, indo na contramão da indústria do consumo e levando em conta a necessidade urgente de preservação do Meio Ambiente, há quem opte cada vez mais pelas chamadas formas de consumo sustentável. Além de aderirem a uma rotina mais econômica e absorventes reutilizáveis, por exemplo, essas pessoas também passam a incluir no guarda-roupa peças mais versáteis e duradouras, que tenham significado e que carreguem identidade.

Esse é o armário cápsula, conceito minimalista de guarda-roupa que tem ganhado cada vez mais adeptos. De modo simplista, esse tipo de armário consiste em ter itens curingas, fáceis de combinar e que realmente façam sentido com o estilo da pessoa.

Segundo Fernanda Wachholz, a consultora de moda e parceira da Made by You, o armário cápsula consiste em um método de organização em que, em média, são escolhidas 40 peças preferidas, sendo possível calcular a quantidade de acordo com a sua realidade. “O importante é selecionar as roupas que você usa frequentemente e que podem ser aplicadas facilmente em diversos looks. É a ideia do ‘menos é mais’. Além disso, a partir de alguns truques fáceis e práticos, você pode reaproveitar aquela peça que já tem no guarda-roupas e que estava sem uso”, ela comenta.

Assim, com a ajuda de Fernanda, separamos algumas dicas para você começar a montar o seu armário cápsula o quanto antes. Confira abaixo!

Considere a sua rotina

Antes de pensar em quais peças você irá selecionar para o seu novo guarda-roupa, é preciso considerar sua rotina: dia a dia, trabalho, academia e praia são alguns pontos que devem ser levados em conta. A partir daí, comece a definir o que vai precisar para as diferentes ocasiões.

Separe as peças que usa pouco e as que quase não usa

Você guardou aquela roupa para um momento especial e já faz meses que ela está encalhada no seu armário? Ou então comprou uma blusa, usou uma vez e depois nunca mais? Acredite, esses são itens que podem ser dispensados para doação, brechós ou reciclagem. Portanto, devem ficar de fora do seu armário.

A dica é: desapegue. Libere espaço e energia!

Defina seu estilo

Quais peças não podem faltar no seu dia a dia? Quais cores e itens você usa sempre e são versáteis nas combinações? Mantenha essas peças, lembrando que devem contemplar as diferentes estações do ano e necessidades, como moda íntima, por exemplo.

Aposte no básico

Na dúvida, opte sempre por itens mais básicos e clássicos, que não têm erro na hora de fazer combinações de looks. A dica vale para roupas, acessórios e sapatos!

Assim, tenha sempre as cores neutras em mãos, mas, claro, separe também aquelas cores mais fortes que você gosta para criar contrastes.

Qualidade x quantidade

A ideia é desapegar do excesso, certo? Por isso, aquela blusa fast fashion, cuja qualidade é inferior, apesar do menor preço, tende a durar menos tempo e, assim, passa a ser descartável. Logo, invista em peças de qualidade, mesmo que custem um pouco mais. Afinal, elas possuem maior durabilidade e, a longo prazo, pesarão menos no seu bolso.

DIY

Quer abraçar de vez o conceito do consumo mais sustentável? 

A dica de Fernanda é fazer você mesmo a sua roupa! De acordo com ela, são inúmeros benefícios: você escolhe um item que é a sua cara, você mesmo confecciona e, por isso, traz um aprendizado e um sentimento de satisfação após finalizá-lo. Sem contar no orgulho que é ter algo feito por você mesmo, sabendo a origem daquele produto.

“Peças de crochê e tricô possuem uma boa durabilidade e são versáteis, podendo ser usadas no calor e no frio, dependendo do modelo e fios. É uma proposta para resgatar o valor do artesanal, a partir de uma moda mais humanizada e com peças atemporais”, ela pontua.

Fonte: Fernanda Wachholz, consultora de moda e estilo consciente e parceira da Made by You.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.