Saída do Reino Unido da União Europeia deixou muita gente preocupada com Game of Thrones

Saída do Reino Unido da União Europeia foi vista como risco para a produção de Game of Thrones, pois incentivos financeiros do bloco acabariam.

None
Foto: Reprodução/Facebook HBO

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/06/2016 às 16:19
Atualizado às 20:24

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O polêmico referendo realizado na última quinta-feira (23) no Reino Unido teve como resultado a saída do país da União Europeia. A votação com resultado positivo para o ‘Brexit‘ (junção das palabras Britain e exit-saída) gerou queda nas bolsas em todo o mundo e da própria libra esterlina. Mas uma possível consequência da decisão, relacionada com Game of Thrones, foi o que preocupou muita gente.

Astro de Game Of Thrones acredita que homens também sofrem sexismo no cinema

Foto: Divulgação/HBO

Alguns analistas econômicos consultados por veículos estrangeiros acreditaram que a saída da União Europeia poderia suspender o financiamento do ‘Media Program‘, o fundo da UE para produções de cinema, TV e setores de mídia digital. O Media Program já teria destinado cerca de US$ 180 milhões a produções britânicas entre 2007 e 2015.

Isso trouxe certo pânico aos fãs de Game of Thrones, já que a série tem gravações na Irlanda do Norte (integrante do Reino Unido). Uma mudança de local geraria custos e possíveis erros de continuidade, já que os cenários não seriam mais os mesmos nas próximas cenas.

Decisão não afetará Game of Thrones, diz HBO

O canal responsável por Game of Thrones, a HBO, informou ao site Entertainment Weekly que a produção do seriado não sofrerá impactos: “Não prevemos que o resultado do referendo da UE terá qualquer efeito material sobre a produção de Game of Thrones”.

Os fãs de Game of Thrones podem comemorar!

Game of Thones

Pelo menos até que algum personagem querido morra nos próximos episódios.

Coisas que quem não vê Game of Thrones pensa

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.