#MarilynEterna: como a atriz nos deixou?

Mesmo muitos anos após sua morte, não se sabe ao certo se Marilyn foi assassinada ou cometeu suicídio. O caso ainda é muito suspeito!

None
FOTO: Reprodução/Instagram @marilynmonroe

por Redação Alto Astral
Publicado em 05/08/2016 às 15:29
Atualizado às 17:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Desde que a atriz Marilyn Monroe foi encontrada morta em seu quarto, em decorrência de uma overdose, no dia 5 de agosto de 1962, as mais diferentes especulações surgiram sobre sua morte.

A beauty in black and white. #MarilynMonroe #MiltonHGreene

A photo posted by Marilyn Monroe (@marilynmonroe) on

A tese de que foi um suicídio ainda é a mais provável, levando em conta que Marilyn tinha oscilações constantes de humor e que já havia tentado se matar algumas vezes. Porém, inúmeras teorias dizem que a morte de Marilyn foi, na verdade, encomendada.

Como estava Marilyn na hora de sua morte?

O corpo da atriz foi encontrado por volta da meia-noite por seu psiquiatra, Ralph Greenson, e pela empregada, Eunice Murray. Muitas teses defendem que a cena do crime tenha sido, na verdade, um cenário montado para que sua morte parecesse suicídio.

Um dos fatos que dão suporte a essa versão é de que a polícia foi avisada apenas às quatro horas da manhã, dando tempo suficiente para os envolvidos montarem o local.

marilyn monroe telefone instagram

FOTO: Reprodução/Instagram @marilynmonroe

Marilyn segurava um telefone e havia um frasco de remédio vazio no chão. No entanto, não tinha nenhum copo ou garrafa no quarto. Assim, cabe a pergunta: como a atriz teria engolido todos os comprimidos?

Segundo relatos, o corpo de Marilyn estava arrumado na cama, como se ela estivesse dormindo. Contudo, especialistas contestam, dizendo que uma overdose de barbitúricos faria a atriz sentir dor, portanto, seu corpo estaria todo contorcido.

Além disso, na autópsia, não foram encontrados resquícios de tinta amarela, cor da cápsula dos calmantes que “ingeriu” e também não havia vômitos no local.

Outras razões

Outro motivo que dá força para a ideia de que a atriz tenha sido assassinada e que a cena do crime foi montada, foram as contradições nos depoimentos do psiquiatra e da empregada. Os dois demoraram a avisar a polícia porque queriam contar o ocorrido primeiramente ao estúdio para o qual Monroe trabalhava.

Em outro depoimento, a empregada teria visto a luz do quarto acesa apenas às três da manhã e, então, chamou o psiquiatra, que conseguiu arrombar a porta somente uma hora depois. No final, resta a dúvida: quem de fato teria encomendado a morte de Marilyn Monroe?

SAIBA MAIS

#MarilynEterna: Sam Giancana e a morte de Marilyn Monroe

#MarilynEterna: Os irmãos Kennedy assassinaram Marilyn Monroe?

#MarilynEterna: por que Frank Sinatra seria um dos suspeitos?

Texto: Redação Edição: Érica Aguiar