Bromélia não propaga dengue!

Uma pesquisa recente comprovou que a planta não é um potencial foco para reprodução do Aedes aegypti

None
Foto: Divulgação

por Redação Alto Astral
Publicado em 13/07/2016 às 09:00
Atualizado às 14:01

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Todo cuidado é pouco quando o assunto é dengue. O vírus transmitido pela fêmea do mosquito Aedes aegypti já fez centenas de vítimas em todo o país. Com tratamento baseado apenas no alívio dos sintomas, a principal forma de combate à doença ainda é eliminar os criadouros do mosquito. Qualquer acúmulo de água pode ser um possível foco de proliferação e as bromélias, plantas ornamentais tropicais muito comuns em várias regiões do Brasil, vêm sendo apontadas como responsáveis por propagar a doença. Porém, uma pesquisa realizada pelo Instituto Osvaldo Cruz (IOC\Fiocruz), na cidade do Rio de Janeiro (RJ), desmitificou esta crença. Saiba mais!

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Descobertas comprovadas

Com mais de 3,2 mil espécies, a bromélia caracteriza-se pelo agrupamento de suas folhas em formato circular, provocando uma retenção de água no centro da planta. É por isso que as pessoas acreditam ser um local adequado para as larvas do mosquito. Entretanto, um estudo desenvolvido pelo biólogo Marcio Mocelin avaliou 156 bromélias durante um ano inteiro, e apenas 0,07% de um total de 2.816 formas imaturas de mosquitos coletadas nas bromélias durante o período correspondiam ao Aedes aegypti. No mês de abril, período em que houve a maior taxa de captura, das 376 formas imaturas encontradas nas bromélias analisadas, apenas dois exemplares eram equivalentes ao gênero Aedes.

SAIBA MAIS

Saiba como cuidar das plantas no inverno
5 tendências da CASA COR® para decorar sua casa!
Faça uma horta em casa, como a do MasterChef Brasil

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Opinião de especialista

Bruno José Esperança, diretor geral da Esalflores, maior floricultura e Garden Center do sul do país, também defende que a bromélia não apresenta perigo. “Algumas pessoas têm resistência, mas sempre esclarecemos estas informações. Atuamos há 20 anos no segmento e nunca foi relatado qualquer caso de foco de mosquito por nossos consumidores”, afirma o especialista.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Benefício para a planta

Bruno detalha também que a água acumulada pela bromélia funciona como um reservatório de nutrientes e é constantemente absorvido pela planta. “Isso difere a água acumulada pela bromélia da água parada em recipientes artificiais, assegurando que elas não são uma ameaça. O monitoramento deve predominar nos focos já conhecidos, como caixas d’água, garrafas e pneus”, completa o diretor geral da Esalflores.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.