Ex-analista de RH fatura R$ 4 mil por mês vendendo bolos caseiros

Aylla ficou desempregada e deu a volta por cima com a confeitaria. Hoje, ela tem sua própria empresa e está faturando alto!

None
Foto: Acervo Pessoal

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/07/2016 às 18:24
Atualizado às 12:44

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Aylla Barroso é uma ex-analista de RH que hoje se tornou dona do seu próprio negócio. Em setembro de 2014, ela ficou desempregada, e após nove meses parada, encontrou na confeitaria uma fonte de renda.Eu nunca pensei em atuar profissionalmente na área da confeitaria, muito menos ser empreendedora. Então, depois de nove meses sem trabalho, meus amigos começaram a me estimular a fazer doces e bolos para vender. Foi através destes estímulos (e da necessidade) que me deu um clique. Por que não investir na confeitaria?”, relembra.

Foto de Aylla, dona da confeitaria Doceres segurando um bolo

Foto: Acervo Pessoal

A partir disso, Aylla começou a pesquisar e planejar seu novo projeto. Ela pesquisou como estava o mercado e lembra como conseguiu o dinheiro para investir no negócio. “Consegui uma grana emprestada e mandei ver! Apesar de ainda estar no começo, fui atrás de várias informações que pudessem me auxiliar a minimizar os possíveis erros, que são comuns quando iniciamos um negócio”.

VEJA MAIS:

Dicas para quem quer mudar de emprego

Dicas para vender bolo caseiro

Conheça a leitora que deu a volta por cima após o desemprego

Aylla criou a marca Doceres. O cardápio da boleira inclui bolos no pote (de plástico para o dia a dia e de vidro para lembrancinhas) em diversos tamanhos e sabores, bolos decorados e tortas. Ela vende cerca de 500 bolos no pote mensalmente, com preços que variam de R$4,50 a R$25. Por mês, ela consegue lucrar até R$4 mil. “Vendo de porta em porta, em comércios, escolas, empresas e faculdades, ou também por encomendas. Não tive escolha, para vender precisei colocar a cara na rua e divulgar entre amigos. Um dia ainda pretendo ter uma loja física”, almeja.

Produtos da confeitaria Doceres, da proprietária Aylla, com um bolo ao centro, acompanhado de bolos no pote em diversos sabores

Foto: Acervo Pessoal

DICAS DA AYLLA:

1. Foque em um ou dois produtos, no máximo. Com o passar do tempo, a própria clientela vai decidindo o que fica e o que sai do cardápio.
2. Levante o custo de todo material necessário, desde utensílios até matéria-prima. Além disso, pesquise o preço em diversos fornecedores.
3. Tenha certeza do que você vai fazer e analise se você tem paixão pelo que escolher. É claro que a necessidade em um momento de crise fala mais alto, mas o caminho é ter amor pelo que se produz.
4. Avalie o seu público. Defina onde, como e para quem você vai vender.
5. Procure auxílio para aprender a calcular os seus custos e o preço de venda dos seus produtos.
6. Busque orientação do SEBRAE, isso ajuda muito a dar uma visão do negócio. Eles oferecem cursos gratuitos e também cursos com valores acessíveis. Acredite: não é dinheiro jogado fora.
7. Dedique-se e tenha em mente que não é fácil. Ao contrário, é muito difícil. Fazer um produto com qualidade, preço justo e de aceitação exige esforços grandes e contínuos. Por isso, persistência e determinação são palavras que devem te acompanhar diariamente.

Conheça a Doceres:
Telefone: (41) 9660-5100
Email: [email protected]

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.