Casamento às Cegas: 5 lições de relacionamento do reality

Com duas uniões desfeitas no altar, o programa da Netflix mostrou erros e acertos que as pessoas cometem nas relações

Lissio e Luana, Carol e Hudson: casais acertaram as diferenças e trocaram alianças
Lissio e Luana, Carol e Hudson: casais acertaram as diferenças e trocaram alianças - Reprodução/ Instagram: lissiofiod /@ohudsonmendes

por Heloísa Noronha
Publicado em 23/10/2021 às 22:00
Atualizado às 22:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Manter uma relação amorosa livre de brigas e à prova de diferenças não é tarefa das mais fáceis - ainda mais quando os envolvidos se conhecem há pouco tempo e logo partem para algo mais sério, como em Casamento às Cegas Brasil. O reality show da Netflix apresentando pelo par Camila Queiroz e Klebber Toledo exibiu seu episódio final na última semana e, entre uniões consolidadas e algumas desavenças, fez muita gente pensar sobre erros e acertos num relacionamento.

Você poderá conhecer mais detalhes sobre os pares no dia 4 de novembro, quando a Netflix exibirá em seu canal no YouTube a continuação chamada Casamento às Cegas Brasil, O Reencontro. Enquanto a data não chega, Alto Astral convidou a psicóloga Raquel Mello para comentar as lições que todo casal pode tirar do reality. Confira!

Carol e Hudson

Não tentar mudar o outro é benéfico para a relação

As diferenças do casal no início de Casamento às Cegas foram superadas e os dois toparam se casar. A advogada fez questão de ressaltar que o fato de Hudson não querer mudar o jeito dela foi determinante para a decisão do "sim". Segundo Raquel, quando algo não está agradando no par o ideal é sentar e conversar, para achar uma solução que seja boa para os dois. Forçar o outro a mudar é o caminho certo para a desilusão.

Nanda e Thiago

Comportamentos machistas não passarão

Embora o casamento da dupla, no final do reality, tenha chocado o público, vários sites têm especulado que os dois não estão mais juntos. Os telespectadores se irritaram com o jeito controlador e com várias posturas machistas do rapaz, como reclamar o tempo todo do cigarro da noiva. Segundo amigas de Nanda, ela estaria agora com Mackdavid, outro participante com quem deu match na cabine.

Luana e Lisso

Abrir o jogo sobre vulnerabilidades é saudável

O casal trocou alianças, para felicidade geral da torcida. Luana, ao longo do reality, não teve vergonha de abrir o jogo sobre o medo que sentia de encarar um novo amor e ganhou pontos com o noivo. Conversar de maneira franca, objetiva e aberta desde o início é o passo certo para manter um relacionamento sadio, permeado por respeito e carinho.

Ana e Shay

Dizer adeus às idealizações conduz a decisões acertadas

Um dos casais mais controversos de "Casamento às Cegas" não resistiu às diferenças. Ana destacou que as palavras de Shay não combinam com suas atitudes e afirmou que não queria mais viver sob idealizações. Fez certo, para Raquel, pois não existe relacionamento ideal, e sim relacionamento real. Manter os pés no chão é sinal de maturidade.

Dayane e Rodrigo

Intimidade do casal diz respeito apenas aos dois

Apesar da química evidente no início da atração - e depois de muitos percalços e lágrimas -, no altar Dayane mandou: "Obrigada por tudo, mas não!". A bancária não gostou nem um pouco do fato do noivo ter compartilhado intimidades dos dois com amigos. Para a psicóloga Raquel Mello, o que acontece em um relacionamento precisa ser preservado e blindado da interferência de outras pessoas. Caso contrário, o romance pode sofrer impactos e até se pautar por opiniões de fora que não correspondem à realidade.

Fonte: Raquel Mello, psicóloga e psicoterapeuta clínica.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.