4 motivos para deixar a positividade tóxica longe da sua vida

Especialistas dão dicas para compreender e trabalhar as emoções

Livre-se cada vez mais da positividade tóxica!
Livre-se cada vez mais da positividade tóxica! - Shutterstock

por Beatryz Gaia
Publicado em 26/06/2021 às 22:00
Atualizado às 22:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Optar por ter um olhar otimista e enxergar o lado positivo de todas as situações são algumas práticas de positividade que, ultimamente, precisaram ser aplicadas rotineiramente. Porém, essas atitudes devem ser feitas com muita cautela para que não se transformem em algo tóxico e danoso, criando uma realidade paralela de perfeições na nossa mente e nos impedindo de sermos resilientes ao lidarmos com situações desfavoráveis.

Afinal, não é possível ser otimista toda hora. Porém, atualmente, esse sentimento de produtividade é cobrado em excesso, nos forçando a sermos felizes e contentes com a realidade na qual nos encontramos não importa o que aconteça.

É na felicidade compulsória que mora o perigo!

Segundo Ana Suy Sesarino Kuss, psicanalista e pesquisadora, é humanamente impossível ser otimista o tempo inteiro, mas, o que acontece, é que focamos muito a nossa atenção naquilo é otimismo. "Temos pensamentos positivos, bons e animadores, e deixamos eles passarem para o nosso eu, enquanto os negativos e, digamos, as nossas fantasias de desastre, são 'bloqueadas'. Ou seja, tentamos não saber delas", explica.

No entanto, de acordo com a especialista, se não formos honestos com nossos afetos e sentimentos, independente de serem positivos ou negativos, podemos adoecer.

O espiritualista Maicon Paiva, da casa de apoio espiritual Espaço Recomeçar, comenta sobre as emoções negativas e como elas precisam ser demonstradas. "Impor uma falsa felicidade ou um lado positivo de situações que são inteiramente ruins é ignorar a tristeza ou a raiva, e todos os sentimentos precisam ser sentidos e processados para que assim possam ser transformados", clarifica.

Dessa forma, para não cair no excesso de positividade, é necessário compreender as emoções e trabalhar com elas, e não tentar transformá-las em felicidade. Assim, o foco deve ser em partes boas da vida. Mas lembre-se: não existe ninguém inteiramente feliz ou inteiramente triste.

Sendo assim, que tal algumas dicas para praticar a aceitação dos sentimentos e deixar de lado a positividade tóxica? Confira:

"Evitar o sofrimento é uma forma de sofrimento"

Com essa frase do livro A Sutil Arte de Ligar o F*da-se, de Mark Manson, Paiva ilustra os aspectos ruins que essa falsa positividade pode trazer para a saúde mental. "A repressão de sentimento não fica no nosso interior para sempre. A emoção é expressa de alguma forma, inclusive com doenças do corpo físico", comenta.

Ingenuidade e vulnerabilidade

Segundo Kuss, se considerarmos um indivíduo ingênuo como alguém que não entra muito em contato com suas emoções e que tende, consequentemente, a buscar respostas fora, então, sim, ele pode "cair" com mais facilidade na positividade tóxica.

Assim, de acordo com o espiritualista, a positividade tóxica também é a responsável pela ingenuidade de muitas pessoas. Não enxergar maldade nas ações alheias pode desenvolver uma vulnerabilidade e ser perigoso para o indivíduo.

Enganar a si próprio e aos outros

O exagero em ser positivo geralmente é algo muito frequente nas redes sociais. Mostrar uma vida perfeita, além de enganar a si próprio e, consequentemente, adoecer com isso, cria uma imagem distorcida para as pessoas ao seu redor de como é a sua vida.

Portanto, tal cenário também influenciará a forma como as pessoas encaram seus objetivos. Afinal, segundo a internet, não existem problemas. Assim, essa realidade impossível de ser alcançada só contribui para que mais pessoas se frustem diante do fracasso.

Falta de empatia

Bem como a frustração nas redes sociais, impor gratidão e felicidade não é empático e pode ser estressante para quem recebe o conselho. Em situações de incertezas, como as que estamos vivendo atualmente, tentar ajudar dizendo para "ver o lado positivo das coisas" chega a ser negligente dependendo da situação em que o outro se encontra.

Logo, além de trazer consequências mentais, a positividade "obrigatória" também pode ser ofensiva para quem, por exemplo, precisa de uma ajuda psicológica.

Praticar a positividade de maneira saudável torna as pessoas mais resilientes, sendo capaz delas lidarem com as próprias dificuldades. Assim, de acordo com os especialistas, todas as emoções foram feitas para serem sentidas e aproveitadas para depois enfrentá-las quando forem ruins, e apreciar quando forem boas.

Fontes: Maicon Paiva: espiritualista da casa de apoio espiritual Espaço Recomeçar; Ana Suy Sesarino Kuss: psicanalista, pesquisadora e professora do curso de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.