Saiba como prevenir problemas intestinais, como de Viih Tube no BBB21

Sentindo dores e desconforto, ela estava há dias sem ir ao banheiro; saiba o que poderia ter ajudado

Não ir ao banheiro regularmente pode ser preocupante
Não ir ao banheiro regularmente pode ser preocupante - Reprodução / Instagram: @viihtube

por Daniela Orlandi
Publicado em 16/03/2021 às 14:35
Atualizado às 14:35

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Participante do Big Brother Brasil 21, Viih Tube estava há dias sem conseguir ir ao banheiro. Além disso, a prisão de ventre da sister estava tão intensa, que ela pediu ajuda de Juliette, que fez uma massagem em sua barriga. Após a atividade, a youtuber finalmente conseguiu ir ao toalete e se sentiu aliviada.

Acredite, a dificuldade intestinal da participante do reality é realidade para muitas. Segundo o gastroenterologista, Dr. Iuri Tamasauskas, o sistema digestório pode se comportar de maneira diferente, quando a dieta que seguimos habitualmente é alterada.

Algumas pessoas são mais afetadas pela mudança de ambiente, rotina, hábitos e pelo fator psicológico, sobretudo quanto expostas em um programa como o BBB. Desse modo, sentem mais dificuldade em fazer o intestino funcionar diariamente. 

De acordo com o profissional, é mais comum ver isso acontecer em pacientes do sexo feminino e mais jovens, como é o caso da participante do programa.

"Um bom hábito evacuatório é fundamental para se evitar ou reeducar o intestino quando falamos de constipação", explica o médico. Ter um padrão de rotina, com horários bem determinados, postura evacuatória adequada (corpo ereto), evitar tempo demorado no vaso sanitário, entre outros fatores, devem estar incorporados a esse hábito.

A fim de evitar problemas de prisão de ventre e facilitar as idas ao banheiro, é recomendada a ingestão de alimentos ricos em fibras, como verduras, frutas e aveia; manter o bom hábito evacuatório; ter uma hidratação apropriada, com a ingestão de 2 a 3 litros de água por dia. 

No entanto, o Dr. Iuri ressalta que a situação deve ser analisada individualmente, caso a caso e que, dependendo, podem ser utilizadas outras alternativas para melhorar o quadro. "Podemos lançar mão de medicações, sejam complexos de fibra, sejam laxativos", explica o especialista.

Consultoria: Dr. Iuri Tamasauskas, gastroenterologista, coordenador da Cirurgia Geral do Hospital Albert Sabin de SP

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.