RELACIONAMENTO

Saiba quais são os exames do pré-natal

Durante a gravidez, os exames do pré-natal são importantes para avaliar a saúde da mãe e do bebê até o parto. Saiba mais!

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/09/2016 às 11:21
Atualizado às 16:47

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Durante a gestação, prepare-se para passar por uma série de procedimentos que vão ajudar a acompanhar o bom desenvolvimento do seu bebê. Geralmente realizado pelo médico obstetra, os exames do pré-natal são importantes para avaliar a saúde da mãe e do bebê até que o parto ocorra. Conheça os exames necessários a cada trimestre da gravidez!

mulher-gravida-feliz-com-a-mao-na-barriga-deitada

FOTO: Shutterstock.com

1 – 3 meses de gestação

Ultrassonografia
Neste período, a ultrassonografia é feita para descartar um aborto espontâneo ou descartar a gravidez ectópica (quando o embrião se desenvolve fora do útero). É indispensável, poisé por meio dela que o médico pode definir não só o sexo do bebê, mas também se existem malformações ou alterações genéticas. Além disso, o médico pode, com uma ultrassonografia, determinar a idade gestacional, por exemplo.

3 – 6 meses de gestação

Translucência nucal (TN)
É uma ultrassonografia abdominal, feita entre a 11º e 14º semana, e que examina a nuca do bebê para checar as pregas que indicam Síndrome de Down. É considerado um exame simples e não invasivo, portanto, não oferece nenhum risco.

Ultrassom morfológico

Indicado a partir da 20º semana. Ele mede o tamanho dos ossos do feto, além de checar a formação do cérebro e outros órgãos. Quando há suspeita de alguma anomalia, confirma se o diagnóstico com o ultrassom 3D ou 4D, que fornecem detalhes nítidos.

6 – 9 meses de gestação

O médico pode pedir um ultrassom para determinar a causa de sangramentos vaginais, acompanhar o crescimento do bebê, verificar o líquido amniótico e a posição do bebê e da placenta.

Dopplervelocimetria (a partir da 26º semana)

Avalia a circulação do sangue materno da placenta e desta para o bebê. É indicado para mães hipertensas ou por alguma doença que impede o bom funcionamento da placenta.

Cardiotocografia (depois da 30º semana)
Confere oscilações na frequência cardíaca do feto para saber se ele está bem. Na reta final da gravidez, é o exame utilizado para observar a regularidade das contrações uterinas, que provoca aceleração dos batimentos cardíacos no bebê.

Veja também
Check-up: principais exames para cada idade
Enjoo na gravidez: o que fazer?
Gestação: soluções para 5 problemas muito comuns nessa fase

Consultoria: Théo Lerner, ginecologista e sexólogo, especialista em ginecologia e obstetrícia, sexualidade humana e sexologia. Revisão: Michelle Albuquerque