Eduardo Suplicy é preso em São Paulo. Entenda o caso

O ex-senador e atual secretário de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, Eduardo Suplicy foi preso na manhã dessa segunda-feira (25) Entenda o caso.

None
Foto: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 25/07/2016 às 12:53
Atualizado às 14:30

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Na manhã desta segunda-feira (25), o ex-senador e candidato a vereador de São Paulo, Eduardo Suplicy, foi detido pela polícia de São Paulo, após uma tentativa de reintegração de posse.

Eduardo Suplicy foi preso

Foto: Reprodução

Entenda o caso

A Polícia Militar fazia reintegração de posse em um terreno ocupado por cerca de 350 famílias há 3 anos na Cidade Educandário. Segundo a polícia, o candidato a vereador de São Paulo se deitou no chão e foi retirado à força por policiais, além de ser detido por desobediência e obstrução à Justiça. 

Houve confronto e troca de tiros entre os moradores que protestavam contra a ação dos policiais militares. Toda confusão começou quando uma criança moradora do bairro foi atingida por uma bomba de gás lacrimogêneo, causando revolta na população. Alguns moradores atiraram pedaços de madeira contra a PM. Confira o vídeo em que Suplicy se nega a levantar:

E minutos depois, o ex-senador é levado pela polícia. Ele foi carregado na mesma posição em que se encontrava no chão.

Atualmente, Suplicy é secretário de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo. O ex-senador é economista, professor universitário, administrador de empresas e político. Ele também é conhecido pela sua luta pelas causas sociais e direito à cidadania. Suplicy – pai dos cantores Supla e João Suplicy – também acompanha a luta de todas as minorias de perto, como a causa LGBT, negros e periféricos.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.