Aprenda 3 salmos para limpar a alma de sentimentos ruins

As orações purificarão seu espírito, afastando as energias negativas

Salmos para limpeza da alma
Salmos para limpeza da alma - Shutterstock

por Thaís Lopes Aidar
Publicado em 17/06/2021 às 22:00
Atualizado às 22:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muitas vezes na vida, especialmente quando estamos diante de adversidades e momentos difíceis, sentimos um peso profundo, que parece vir da alma. Além dele, somos tomados por sentimentos ruins, como angustia, desespero, aflição, medo, desânimo, entre outros.

Embora seja muito difícil continuar sendo positivo em determinadas situações, manter a fé firme é uma maneira de continuar a luta e enxergar uma luz no fim do túnel. Por isso, buscar alívio dessas sensações por meio das orações pode resultar na retirada dessa carga sobre os ombros e a mente mais tranquila para prosseguir.

Se você sente que está precisando de uma limpeza na alma para afastar-se das energias negativas e dessas emoções pessimistas, aprenda a rezar 3 salmos do livramento, capazes de tornar seu coração mais leve, purificar o espírito e trazer a paz que tanto almeja para dentro de si. 

3 salmos para limpar a alma

Salmo 8

“Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome em toda a Terra, pois puseste a tua glória sobre os céus! Tu ordenaste força da boca das crianças e dos que mamam, por causa dos teus inimigos, para fazer calar ao inimigo e ao vingador. Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste; Quem é o homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem, para que o visites? Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste. Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés. Todas as ovelhas e bois, assim como os animais do campo.  As aves dos céus, e os peixes do mar, e tudo o que passa pelas veredas dos mares. Ó Senhor, Senhor nosso, quão admirável é o teu nome sobre toda a Terra!”

Salmo 54

“Salva-me, ó Deus, pelo teu nome, e faze-me justiça pelo teu poder. Ó Deus, ouve a minha oração, inclina os teus ouvidos às palavras da minha boca. Porque os estranhos se levantam contra mim e tiranos procuram a minha vida; não têm posto Deus perante os seus olhos. (Selá.) Eis que Deus é o meu ajudador, o Senhor está com aqueles que sustêm a minha alma. Ele recompensará com o mal os meus inimigos. Destrói-os na tua verdade. Eu te oferecerei voluntariamente sacrifícios; louvarei o teu nome, ó Senhor, porque é bom, pois me tem livrado de toda a angústia; e os meus olhos viram o meu desejo sobre os meus inimigos.”

Salmo 74

“Ó Deus, por que nos rejeitaste para sempre? Por que se acende a tua ira contra as ovelhas do teu pasto? Lembra-te da tua congregação, que compraste desde a antiguidade; da vara da tua herança, que remiste; deste monte Sião, em que habitaste. Levanta os teus pés para as perpétuas assolações, para tudo o que o inimigo tem feito de mal no santuário. Os teus inimigos bramam no meio dos teus lugares santos; põem neles as suas insígnias por sinais. Um homem se tornava famoso, conforme houvesse levantado achados, contra a espessura do arvoredo. Mas agora toda obra entalhada de uma vez quebram com machados e martelos. Lançaram fogo no teu santuário; profanaram, derrubando-a até ao chão a morada do teu nome. Disseram nos seus corações: ‘Despojemo-los duma vez’. Queimaram todos os lugares santos de Deus na Terra. Já não vemos os nossos sinais, já não há profeta, nem há entre nós alguém que saiba até quando isto durará. Até quando, ó Deus, nos afrontará o adversário? Blasfemará o inimigo o teu nome para sempre? Porque retiras a tua mão, a saber, a tua destra? Tira-a de dentro do teu seio.Todavia Deus é o meu Rei desde a antiguidade, operando a salvação no meio da Terra. Tu dividiste o mar pela tua força; quebrantaste as cabeças das baleias nas águas. Fizeste em pedaços as cabeças do leviatã, e o deste por mantimento aos habitantes do deserto. Fendeste a fonte e o ribeiro; secaste os rios impetuosos. Teu é o dia e tua é a noite; preparaste a luz e o sol. Estabeleceste todos os limites da terra; verão e inverno tu os formaste. Lembra-te disto: que o inimigo afrontou ao Senhor e que um povo louco blasfemou o teu nome. Não entregues às feras a alma da tua rola; não te esqueças para sempre da vida dos teus aflitos. Atende a tua aliança; pois os lugares tenebrosos da Terra estão cheios de moradas de crueldade. Ó, não volte envergonhada a oprimida; louvem o teu nome aflito e necessitado. Levanta-te, ó Deus, pleiteia a tua própria causa; lembra-te da afronta que o louco te faz cada dia. Não te esqueças dos gritos dos teus inimigos; o tumulto daqueles que se levantam contra ti, aumenta continuamente.”

Fonte: João Bidu

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.