8 dúvidas sobre a micropigmentação das sobrancelhas!

Conversamos com uma especialista para responder às principais perguntas sobre o método

Procedimentos nas sobrancelhas
Procedimentos nas sobrancelhas - Shutterstock

por Thaís Lopes Aidar
Publicado em 18/06/2021 às 18:00
Atualizado às 18:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com o uso recorrente das máscaras de proteção, o olhar nunca esteve tão evidenciado. Por isso, a busca por cuidados e procedimentos para as áreas dos olhos, cílios e sobrancelhas cresceram no último ano. 

Uma das técnicas que já era querida, especialmente pelas influenciadoras, e vem ganhando ainda mais destaque, é a micropigmentação das sobrancelhas. Similar à maquiagem definitiva que era muito usada há alguns anos, o método é utilizado para preencher falhas na região e trazer realce com produtos próprios para isso.

Se você faz parte do time que já se interessou pelo assunto, confira nosso bate-papo com a especialista Deise Damas e tire todas as suas dúvidas! 

Alto Astral: Como escolher a melhor técnica?

Deise Damas: É preciso avaliar cada cliente e considerar o efeito desejado, assim, indico a técnica que melhor se adéqua às suas características e necessidades. Dentre elas, temos a Técnica Compacta que deixa as sobrancelhas bem marcadas; a Shadow, que dá um leve efeito de maquiagem; a Ombré, na qual alguns pontos ficam mais claros; a 3D, capaz de desenhar frios simétrica e assimetricamente; a famosa Fio a fio, onde os fios são feitos na mesma direção dos pelos; e a Mix, uma combinação da Fio-a-fio com a Shadow. 

AA: O procedimento pode ser feito em qualquer tonalidade?

DD: Existem diversos tipos e cores de pigmentos, incluindo orgânicos e inorgânicos. Na técnica, a profissional deve considerar sempre a cor da pele, do cabelo e dos pelos naturais da sobrancelha.

AA: A micropigmentação substitui a maquiagem diária?

DD: Depende da técnica empregada e do gosto da cliente. Para quem não abre mão de preencher as sobrancelhas com maquiagem, vale investir na Shadow, Ombré e Mix, porque elas são capazes de dar o efeito de preenchimento da make. 

AA: Alguém que tenha poucos pelos pode aderir ao método?

DD: Com certeza! Afinal, a ideia do procedimento é justamente o preenchimento, portanto, serão obtidos ótimos resultados. No entanto, o profissional deve sempre se basear nas medidas do rosto e de pelos de outras partes do corpo para decidir qual a melhor opção de cor e espessura dos fios.

AA: Existe alguma contraindicação?

DD: O método pode ser feito em qualquer pessoa, independentemente do tipo de pele, sendo indicados até mesmo para gestantes, diabéticos e pacientes que usam remédios coagulantes, mediante à liberação médica. 

AA: É preciso fazer retoque?

DD: O efeito da micropigmentação dura, em média, de seis meses a dois anos, a depender do cliente. Sendo assim, não é necessário retoque durante esse período. Em alguns casos, porém, o profissional pode retocar o procedimento após 1 mês, quando é marcada a avaliação para ver o resultado, após a cicatrização.

AA: Quais cuidados devem ser tomados após o procedimento?

DD: Não deve haver exposição solar durante os primeiros quinze dias e recomendo que evitem praia e piscina. Enquanto durante a primeira semana, é fundamental suspender o uso de produtos com ácidos na região. Além disso, o cliente não poderá coçar nem retirar a casquinha da cicatrização.

Fonte: Deise Damas, especialista em técnicas naturais em sobrancelhas, lábios, olhos e aréola, e primeira artista licenciada do Rio de Janeiro pela academia europeia de micropigmentação, Phibrows. 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.