ESTILO DE VIDA

Trabalhar com o ex é possível: saiba como!

Saiba separar as coisas: deixar as relações pessoais fora do do ambiente profissional é o primeiro passo para trabalhar com o ex sem constrangimentos!

None
Com respeito, é possível evitar constrangimentos na empresa | FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/05/2017 às 08:30
Atualizado às 13:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Iniciar um relacionamento com alguém da mesma empresa que você exige maturidade e profissionalismo, afinal, vocês não podem permitir que o namoro (ou casamento) interfira no trabalho. E, caso a relação chegue ao fim, os cuidados devem ser redobrados! Geralmente, os términos de relacionamento exigem um processo de “luto”, em que os dois evitam se ver e conversar por um tempo, até a ferida cicatrizar. No entanto, ao trabalharem juntos, é praticamente impossível evitar o contato – mesmo que visual. “É importante perceber que o que aconteceu entre o casal não pode interferir em suas capacidades profissionais e de julgamento”, explica a psicóloga Sabrina Laqua, que afirma ser possível trabalhar com o ex!

E o chefe?

Se o relacionamento era de conhecimento de todos na empresa, o ideal é avisar aos superiores e colegas que a relação acabou. Mas, antes de comunicar, tenha certeza de que vocês terminaram de vez e que não se trata apenas de uma briga de casal. “Caso vocês trabalhem na mesma equipe, é de bom tom comunicar o gestor em conjunto. Se trabalharem em áreas diferentes, essa comunicação pode ser feita individualmente. Lembre-se que é apenas uma comunicação de um fim de relacionamento, não entre em discussão ou em detalhes sobre o porquê do término”, explica Sabrina.

Sociedade comprometida

Quando vocês são os donos da empresa, a situação torna-se ainda mais complicada – mas não impossível de contornar. Gerir um negócio significa dividir dúvidas, preocupações, vitórias e derrotas, e não são todos que conseguem, depois do término, trabalhar com o ex de ativamente. “Portanto o primeiro passo é tentar compreender se você vai conseguir deixar que suas questões pessoais não interfiram na rela- ção sócios e, consequentemente, nos negócios da empresa”, indica Sabrina. Se a convivência com o outro estiver muito difícil, avaliem sobre separar a sociedade. Caso isso não seja possível, vocês precisam conversar sobre os desafios que surgirão e que deverão ser superados.

Passo a passo para trabalhar com o ex

• Com o passar do tempo, ambos se relacionarão com novas pessoas, por isso, devem aprender a respeitar o outro e os futuros parceiros.
• As mágoas do término do relacionamento podem ficar evidentes no ambiente de trabalho e causar perda nas habilidades de parceria profissional. Falem sobre o assunto e encontrem uma maneira de evitar que isso ocorra.
• Pode haver competição para provar quem é o mais empreendedor e quem é o chefe da empresa. Essa atitude, além de desgastar a relação, prejudica a dinâmica profissional da sociedade. Além disso, os funcionários também podem ficar desmotivados e sem saber a quem recorrer. Mantenham a posição inicial e não disputem!

LEIA TAMBÉM: