Superalimentos: eles fazem bem à saúde e ajudam a equilibrar a balança

Os superalimentos nada mais são do que alimentos funcionais, ingredientes que possuem efeitos fisiológicos além do seu valor nutricional

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/04/2018 às 14:15
Atualizado às 12:37

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Capazes de tratar ou prevenir doenças, os superalimentos, ou alimentos funcionais, se revelam importantes aliados também na perda de peso. Segundo a nutróloga e médica ortomolecular Tamara Mazaracki, eles possuem propriedades benéficas para o funcionamento do corpo como um todo. “Esses alimentos têm efeitos fisiológicos além do seu valor nutricional e reduzem o risco do aparecimento de doenças crônicas, porque contêm compostos bioativos que atuam positivamente no organismo, influenciando no equilíbrio corporal (homeostase), na manutenção da saúde e na prevenção de doenças”, explica. Entram nesse grupo apenas os alimentos integrais, não processados e não beneficiados artificialmente, como as frutas, verduras, legumes, grãos, cereais, produtos lácteos fermentados, ovos e peixes.

Qualidade de vida

Para a nutróloga, o excesso de comidas prontas, congeladas, enlatadas, e etc., provocou o esquecimento de como se comia antes, o que consequentemente leva aos indesejados quilos a mais na balança e doenças conhecidas como “da civilização”, tais como colesterol alto, câncer, diabetes, constipação intestinal e sobrepeso. Por outro lado, investir em uma dieta rica em alimentos funcionais contribui para a manutenção da saúde, pois estimula o funcionamento adequado do aparelho digestivo, permite que a reserva orgânica de antioxidantes seja suficiente para combater os radicais livres (responsáveis pela oxidação celular, que leva ao aparecimento de processos degenerativos e doenças), além de aumentar o vigor, a disposição e o nível de energia. “Quando existe uma doença, como o diabetes ou colesterol alto, por exemplo, o alimento adequado pode ajudar a reverter o quadro patológico e permite uma melhor qualidade de vida”, salienta Tamara.

Superalimentos: função detox

Uma alimentação balanceada permite o equilíbrio com a balança também por meio do processo de eliminação das toxinas acumuladas pelo abuso alimentar. Basta apostar em alimentos frescos, integrais, orgânicos e funcionais. “O conjunto é mais importante do que um alimento isolado, e variar é imprescindível, até porque a diversidade de alimentos funcionais disponível é imensa. A dica é sempre colorir o prato”, recomenda Tamara Mazaracki.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Tamara Mazaracki, médica nutróloga e ortomolecular

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.