Conheça a malária, uma doença que atinge milhões de pessoas ao redor do mundo!

A malária ainda é responsável por causar várias mortes atualmente, principalmente na África. Descubra um pouco sobre essa doença e veja como proteger-se!

None
A malária é transmitida pelo mosquito Anopheles FOTO: shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 05/07/2017 às 11:03
Atualizado às 13:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A malária, doença transmitida mosquito Anopheles, é considerada hoje pelos cientistas a doença tropical mais preocupante no mundo. O mal que ataca a humanidade desde o início da civilização, ainda mata mais de 700 pessoas por ano, principalmente crianças na África Subsaariana. Pelo menos, 97 países no mundo ainda registram casos da doença, inclusive o Brasil. Dentre tantos dados negativos, o único coisa que enche de esperança as regiões devastadas pela malária é o grande número de pesquisas espalhadas pelo mundo que buscam soluções para acabar com a doença.

No Brasil

A malária é considerada uma doença tropical porque a combinação de água limpa, quente e sombreada forma o cenário ideal para o desenvolvimento dos mosquitos transmissores. É por isso que, de todos os casos registrados no Brasil, 99,6% deles concentram-se na região amazônica. A boa notícia é que o número de pessoas infectadas vem caindo a cada ano. Em 2012, 241 mil adultos e crianças contraíram malária na região, contra os 177 mil que apresentaram a doença no ano de 2014. Um alívio ao se comparar à epidemia que assolou o país nos anos de 1940, quando se chegou à impressionante marca de quatro milhões de casos em todo o Brasil.

exame de sangue

A constatação da doença pode ser feita com a ajuda do exame microscópico das amostras de sangue. FOTO: shutterstock.com

Diagnóstico

Aproximadamente 60% dos casos registrados em solo brasileiro são tratados em até 48 horas, o que significa que a chance da pessoa ficar muito doente diminui, assim como a possibilidade de ocorrência de novos casos. Contraditoriamente, a dificuldade de diagnóstico é um problema fora da região amazônica, em estados nos quais a rede pública de saúde é bem melhor estruturada. Isso acontece porque os sintomas podem ser facilmente confundidos com outras doenças, como dengue.

Sintomas

Confira alguns sinais de que você podem ter malária:

  • Episódios frequentes de febre alta, que pode superar a marca de 40°C e durar de 6 a 12 horas. Em geral, eles ocorrem a cada 2 ou 3 dias
  • Crises de tremores, calafrios e sudorese intensa. Em alguns casos, a pessoa pode sentir vertigem
  • Presença de náuseas e vômitos, além de fortes dores de cabeça. Diarreia, falta de apetite e cansaço também podem ser sintomas da doença
febre

A febre é um dos sintomas comuns da doença. FOTO: shutterstock.com

Proteja-se

Confira algumas dicas importante para prevenir-se contra a doença:

  • Ao viajar para cidades onde a malária é endêmica, informe-se sobre os locais que oferecem socorro médico especializado
  • Caso apresente os sintomas da doença após voltar de uma viagem a alguma região endêmica, informe seu médico que esteve numa área de transmissão da doença
  • Evite beiras de rios e regiões alagadas ao amanhecer e entardecer, quando os mosquitos transmissores estão mais ativos
  • Aposte em calças e blusas de manga comprida para dificultar a ação do mosquito. As partes que ficarem descobertas, como mãos e rosto, devem receber a aplicação de repelente
  • Mosquiteiros impregnados de inseticidas atóxicos e telas em portas e janelas são grandes aliados para se proteger dentro de casa

Texto Redação Alto Astral

Leia também:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.