ESTILO DE VIDA

Gordura trans: você sabe o significado desse termo?

Muitos produtos disponíveis no mercado levam o selo “livre de gorduras trans”. Mas afinal, o que significa? Por que é tão importante evitar seu consumo?

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/08/2016 às 19:24
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A tão falada gordura trans começou a ser utilizada sem discriminação no mercado desde a década de 50. Virou polêmica após descobertas científicas, realizadas nos anos 80, terem apontado seus malefícios para a saúde.

“As gorduras trans são produzidas em um processo industrial que transforma óleos de origem vegetal em gordura semissólida para uso em margarinas, processamento e preparo industrial de alimentos. Isso é feito através de um processo chamado hidrogenação da gordura. Assim, óleos parcialmente hidrogenados originam gorduras trans”, explica o nutrólogo Edson Credidio.

gordura-trans

Foto: iStock.com/Getty Images

Todos os produtos industrializados do país são obrigados a mostrar em separado o conteúdo de gordura trans que concentram. Isso porque, em questão de nutrição, o consumo desse composto traz riscos à saúde: aumenta os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue, diminui as concentrações do bom (HDL) e ainda eleva o triglicérides (óleos no sangue), colocando o coração em perigo.

Atenção para o consumo!

“Produtos que apresentam gorduras trans são as frituras”, esclarece Edson. Salgadinhos, bolachas, pipocas de micro-ondas, sanduíches de fast food, sorvetes, pizzas, entre outros podem conter gorduras trans, dependendo da maneira com que são preparados.

Graças a um método da engenharia de alimentos que se chama “intertransesterificação”, é possível eliminar toda gordura trans dos alimentos. Portanto, a dica é continuar observando os rótulos dos produtos e identificar o selo da inspeção federal que indica sua ausência.

margarina

Foto: Shutterstock Images

Com relação à utilização do óleo em casa, aqueça de maneira a evitar a produção de fumaça e procure não reutilizá-lo. “Opte pelas gorduras vegetais que são mais insaturadas e utilize óleos e gorduras com moderação, uma vez que apresentam 9 calorias por grama do alimento”, aconselha o nutrólogo.

Saiba mais:

O que a chia tem? Saiba os benefícios dessa poderosa semente!

Gordura pode não ser vilã do emagrecimento

Dicas de ouro para comer bem

Consultoria Edson Credidio, nutrólogo