ESTILO DE VIDA

Confira alguns alimentos que podem piorar distúrbios psicológicos

A alimentação se reflete diretamente na saúde, mas não só física. Ela também tem influência na mente, seja amenizando, seja produzindo distúrbios.

None
Foto Gisele Tesser/Colaborador

por Redação Alto Astral
Publicado em 31/08/2016 às 21:36
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Alguns alimentos podem interferir negativamente em distúrbios psicológicos. Pensando em amenizar as dificuldades, sejam elas financeiras, de baixa autoestima, sentimental, profissional, de saúde ou muitas outras, o indivíduo passa a descontar suas frustrações na comida, consumindo descontroladamente alimentos que fazem mal à saúde. Esse consumo excessivo pode gerar sérias consequências, como por exemplo, obesidade, diabetes e complicações cardiovasculares. Confira alguns exemplos de alimentos que pioram as doenças da mente!

biscoitos

Foto Gisele Tesser/Colaborador

Salgadinhos e biscoitos recheados

Chamativos pelo sabor, os produtos industrializados até podem estar presentes na alimentação, desde que com moderação. O problema não está propriamente em consumi-los, mas sim, na quantidade que é ingerida. Colesterol alto, diabetes e hipertensão são apenas algumas doenças que podem ser desencadeadas pelos excessos.

Suco de caixinha

A forma in natura preserva as vitaminas da fruta, enquanto a versão industrializada contém, além de boa quantidade de conservantes químicos, muito açúcar. Por isso, procure evitar essa opção.

Temperos prontos

Alho, gengibre, cebola, entre outros condimentos, são benéficos à saúde, além de ajudarem a evitar o consumo excessivo de sal. Embora a ingestão nas quantidades adequadas do mineral possa contribuir para o equilíbrio do organismo, é importante não exagerar. Caldos prontos e demais temperos industrializados contam com uma quantidade exagerada de sal e compostos artificiais, que prejudicam diversas áreas do organismo.

Batata Frita com Bacon na Pressão, tigela, ketchup, molho, toalha

Foto Rodrigo Moreira – JOBZ Fotografia/Colaborador

Fontes de gorduras trans

Não há nada de bom para dizer sobre a gordura trans, já que é uma invenção da indústria. Ela passa por um processo de hidrogenação parcial e fica mais sólida em temperatura ambiente, melhorando o sabor e a textura. No entanto, essa versão afeta diretamente o coração, já que eleva os níveis de colesterol ruim (LDL). Então, se quiser preservar a sua saúde, passe longe de alimentos que contenham essa vilã.

Xícaras de café

Foto iStock.com/Getty Images.jpg

Café, chá-mate e energéticos

Engana-se quem pensa que essas bebidas evitarão o possível desânimo na realização de algumas atividades, só porque tiram o sono. A nutricionista Liliam Teixeira Francisco explica o porquê: “Café, chá verde, chá-mate e chá preto são bebidas estimulantes e não energéticas, ou seja, fornecem mais disposição, no entanto, por um período temporário, pois aceleram a produção e o gasto de energia do corpo. Após esse gasto, o organismo utilizará a reserva de energia e logo depois ela faltará novamente”. Assim, o ideal é não exagerar no consumo e evitar as bebidas após as 18h.

Saiba mais:

Saiba mais sobre a depressão pós-parto

Anorexia: fique de olho nos sintomas!

3 distúrbios que surgiram com a modernidade

Consultoria Thaíz Maia, nutricionista; Liliam Teixeira Francisco, nutricionista