ESTILO DE VIDA

Veja como fazer suas vendas bombarem com as dicas do especialista

O consultor de marketing do Sebrae, Hugo Hoch, ensina a você técnicas específicas para conquistar novos clientes e como fazer suas vendas bombarem!

None
Para conquistar novos clientes até na crise é preciso usar as técnicas certas. Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 13/07/2017 às 14:04
Atualizado às 17:49

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Tirar um bolo do forno e ver que cresceu e ficou fofinho traz uma sensação boa, não é? E receber o elogio de alguém que comeu um docinho saboroso que você preparou é delicioso também! Entretanto, para sua satisfação ser completa, é preciso começar a lucrar com seus quitutes. Para isso, atente-se às dicas do consultor de marketing do Sebrae, Hugo Hoch, e veja como fazer suas vendas bombarem!

Público-alvo

Se você vai começar no ramo da produção de bolos, roscas, biscoitos e docinhos, para não perder tempo nem dinheiro, o ideal é adequar seu quitute ao tipo de consumidor, segundo Hugo. “Sempre que falamos em vendas, o mais importante é conhecer os gostos dos clientes. Esse é o primeiro passo para vender os produtos certos e garantir sua satisfação”, diz.

Para isso, Hugo indica manter um cadastro dos clientes e seus históricos de compras. Assim, você terá dados para sempre oferecer novidades e produtos atrativos para cada consumidor.

caixa com brigadeiros sortidos para vender.

Oferecer alguns docinhos a mais é uma forma de tornar a experiência do seu cliente mais positiva. Foto: Shutterstock

Tem desconto?

Muitos consumidores têm o costume de pechinchar antes de comprar. Mesmo que o preço esteja adequado e às vezes até abaixo do valor de mercado, o cliente insiste em pedir desconto. Esse hábito é saudável do ponto de vista de quem compra, já para quem vende, costuma ser prejudicial.

O grande conselho do consultor de marketing do Sebrae é evitar dar descontos. “O ideal é promover as vendas oferecendo uma quantidade maior de produtos”, orienta. Se um cliente compra um cento de docinhos, por exemplo, você pode entregar 110.

“A explicação é que o custo para oferecer 10% a mais em produtos é inferior do que dar o desconto de 10% no valor”, explica Hugo. Com isso, você mantém o seu faturamento, e faz com que a experiência do cliente seja melhor, podendo talvez provar novos sabores e ter a sensação de ter “ganhado” algo, o que torna a negociação extremamente positiva para o consumidor.

ilustração de um calendário com uma lupa mostrando datas comemorativas.

Fique atenta às datas comemorativas para não perder nada. Foto: Shutterstock

Aproveite as datas comemorativas

Assim como o Natal, que é uma excelente época para as vendas, outras datas comemorativas como a Páscoa, o dia dos namorados e Dia das Mães, também são ótimas oportunidades para fortalecer seu negócio, aumentando as vendas e a produção. “Mas é necessário estar preparado para isso”, alerta Hugo.

Segundo o consultor do Sebrae, nestas datas também é importante ter um banco de dados com as informações dos clientes. Assim, será mais fácil acertar o gosto dos consumidores e oferecer os quitutes que já têm melhor aceitação.

“Além disso, é possível usar esse mesmo banco de dados para ficar atento às datas especiais, como aniversários e celebrações, o que possibilita um relacionamento constante com os consumidores”, diz. Hugo também orienta a procurar vender os produtos com antecipação, para organizar melhor a produção. “Esse trabalho ativo de vendas aumenta muito o faturamento, se compararmos com as vendas passivas – quando o cliente vem atrás da empresa”, observa. Ademais, a venda antecipada auxilia o empresário na compra de insumos e na contratação de mão de obra extra, caso seja necessária.

ilustração de uma máquina de cartão de crédito no celular.

É possível passar cartão através do smartphone. Foto: Shutterstock

Opções de pagamento

Foi-se o tempo em que o talão de cheque sempre estava presente na carteira dos brasileiros. Há alguns anos ele caiu em desuso e, hoje, o que não faltam são os cartões de crédito e débito. Mas, não pense que você, por não ter uma maquininha de cartão, perderá vendas. Para acompanhar esse tipo de tecnologia e aceitar pagamentos com cartão de crédito e débito, basta ter um celular!

Algumas empresas disponibilizam no mercado um leitor de tarja magnética para acoplar ao fone de ouvido do smartphone e efetuar a cobrança. A dica agora é verificar as melhores taxas, a empresa que se adequa ao seu negócio e contratar o serviço! Lembre-se de divulgar nos seus anúncios e avisar aos clientes que aceita os cartões de crédito e débito. Quanto mais opções de pagamento você tiver, melhor para seus consumidores.

LEIA TAMBÉM: