Alimentos naturais: coloque no seu cardápio e emagreça!

Na hora de fazer uma dieta, deixe de lado os industrializados e invista em alimentos naturais: sua saúde e seu corpo agradecem!

None
Priorize sempre alimentos que podem ser descascados | FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/07/2017 às 08:52
Atualizado às 08:52

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Para emagrecer de maneira saudável, é preciso mudar a alimentação, e não apenas fazer uma dieta, como muitos ainda acreditam. Rodrigo Polesso, fundador do Código Emagrecer de Vez, destaca que os alimentos naturais devem ser priorizados no cardápio! Veja outras dicas!

Observe o que precisa ser descascado e o que precisa ser desempacotado

Seguindo o conceito de que é preciso descascar mais e desempacotar menos para ter uma vida mais saudável, Polesso sugere que as pessoas observem a comida na despensa ou no carrinho do supermercado. “Quantos deles você precisa desempacotar e quantos vão exigir que você descasque?”, comenta. É claro que alguns alimentos saudáveis podem também vir em pacotes, mas a ideia é começar a ganhar a habilidade de diferenciar o que são alimentos reais e o que são alimentos processados, refinados ou modificados pela indústria. “Se você pensar assim, vai começar a reduzir o consumo de produtos industrializados como biscoitos, salgadinhos, molhos, farináceos, refrigerantes e sucos de caixinha, que são repletos de açúcar, conservantes e agentes químicos”, explica.

 O lixo gerado pela sua comida pode virar adubo?

Outro ponto considerado pelo especialista é a possibilidade de que o lixo gerado pelos alimentos naturais se torne adubo. “A casca da banana ou do ovo, se for jogada no seu jardim, pode se tornar adubo para as suas plantas, diferente do plástico que envolve outros produtos”, orienta. Rodrigo destaca que não é necessário jogar o alimento no quintal, mas sugere que as pessoas imaginem a situação apenas para analisar se estão levando uma alimentação saudável. “Alimentos verdadeiros geram muito mais lixo orgânico que embalagens que você colocaria – ou não – na lata de recicláveis. Todos sabemos que na natureza nada se cria, tudo se transforma, exceto produtos e embalagens
industrializados, os quais atrapalham os ciclos naturais do meio ambiente (e do seu corpo)”, completa.

Alimentos naturais têm data de validade curta!

Tirando alimentos como arroz, feijão, sal e temperos, que podem durar um bom tempo, Polesso destaca que a maioria da comida industrializada e de má qualidade costuma vir com prazos de validade muito extensos. “Via de regra, alimentos reais podem apodrecer e estragar em pouco tempo, e a maioria deles não tem data de validade: você simplesmente sabe quando eles não podem mais ser consumidos”, explica. Diferentemente, aqueles pacotes vendidos nas prateleiras dos supermercados costumam durar muito tempo na despensa, conforme explica o especialista. “E você precisa confiar na data indicada na embalagem, já que a aparência deles vai permanecer a mesma devido ao excesso de conservantes”, destaca.

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.