Sintaxe: entenda o emprego das quatro formas do porque!

Você já deve ter tido dúvidas no que diz respeito ao emprego apropriado das formas do porque. Nesse post, você poderá revisar os usos da expressão.

None
FOTO: Projetado por Balasoiu/Freepik.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/11/2016 às 11:50
Atualizado às 18:42

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Neste post, o Portal Alto Atral traz as maneiras de se empregar corretamente a expressão “porque”. Confira as quatro formas:

mulher, comic, balão de fala, porque

FOTO: Projetado por Balasoiu/Freepik.com

Emprego das formas do porque

• O POR QUE é uma expressão que equivale a por qual razão, por qual motivo.

Exemplos:

Por que você foi embora?
Não se sabe por que ele não veio.

OBS: Ele também equivale a pelo qual (pela qual, pelos quais, pelas quais). Representando a sequência preposição + pronome relativo. Exemplo: Estas são as reivindicações por que somos contra. (porque = pelas quais)

• O POR QUÊ é usado de acordo com a sua posição na frase. Se surgir no final de uma frase, antes de um ponto (de interrogação, final, exclamação) ou de reticências, o por que deve ser acentuado.

Exemplos:

Ele não quer comer. Não sei por quê!
Ele disse que vai embora de casa. Só queria saber por quê.

• O PORQUE equivale a pois, já que, uma vez que, como. Geralmente usado em respostas, para explicação.

Exemplos:

As flores estão murchas porque ninguém as molha.

OBS: O porque também pode indicar finalidade. Exemplos: Ele não come chocolate porque tem alergia.

• O PORQUÊ significa causa, razão, motivo. Representa um substantivo e normalmente surge acompanhada de uma palavra determinante (como um artigo, por exemplo).

Exemplos:

Dê-me ao menos um porquê para o seu comportamento.
Não é fácil encontrar o porquê do meu sofrimento.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Edição: Angelo Matilha Cherubini