“Senão” ou “se não”? Confira algumas dúvidas comuns do português!

As dúvidas no que diz respeito ao emprego apropriado de expressões são muito comuns. No post, o portal Alto Astral traz alguns desses casos, como o "senão".

None
FOTO: Freepik

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/11/2016 às 12:42
Atualizado às 18:42

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

As dúvidas no que diz respeito à grafia e ao emprego apropriado de formas e expressões são muito comuns. Normalmente elas se confundem na hora de falar ou escrever. Neste post, o portal Alto Astral traz alguns desses casos, confira:

balões de fala, emprego doo senão

FOTO: Freepik

Emprego de Ao encontro de / De encontro a

• “Ao encontro de“ significa “aproximar-se de”, “ser favorável a”.

Exemplos:

Fernando foi ao encontro da namorada.
Que bom que sua opinião vem ao encontro da minha.

• “De encontro a”, indica “choque”, “oposição”.

Exemplos:

O cachorro foi de encontro ao carro.
Felizmente o motorista conseguiu desviar.
Suas opiniões sempre vão de encontro às minhas. (Ou seja: suas opiniões não correspondem a minha)

Emprego de A / Há

• O verbo “haver“ é usado em expressões para indicar existência ou algo que já passou, assim como o verbo “fazer”.

Exemplos:

Há três anos eu tinha um cachorrinho.
Há uma possibilidade de viajarmos amanhã.
Faz três dias que adoeci. (Usar no singular o verbo fazer quando indicar tempo).

• A preposição a aparece em expressões em que não é possível substituir pelo verbo fazer.

Exemplo:

Eles vão viajar daqui a um mês.

Emprego de Acerca De / Há Cerca De

• “Acerca de” significa “a respeito de”, “sobre”.

Exemplo: Haverá um estudo acerca da cura da Aids.

• “Há cerca de” indica um período de tempo já transcorrido.

Exemplo: A Terra surgiu há cerca de quatro bilhões de anos.

Emprego de Demais / De Mais

• Demais pode ser pronome indefinido, equivalendo a “os outros”, “os restantes”, ou pode ser advérbio de intensidade.

Exemplos:

A festa foi demais!
Vocês dois foram aprovados; os demais ficarão na lista de espera.

• De mais opõe-se a “de menos”.

Exemplo:

Não vejo nada de mais em ir embora da aula.

Emprego de Senão / Se não

• “Senão” equivale a “caso contrário”, “de outro modo”, “a não ser”.

Exemplos:

Venha já aqui! Senão vou ficar brava.
Não fazia coisa alguma senão reclamar.

• “Se não“ é equivalente a “caso não”.

Exemplo:

Se não houver organização, o evento não dará certo.

Emprego de Na medida em que/ À medida que

• “Na medida em que“ expressa relação de causa. Equivale a “já que”, “porque”, “uma vez que”.

Exemplo:

Na medida em que você for embora, a casa ficará uma bagunça.

• “À medida que“ indica proporção. Equivale a “à proporção que”.

Exemplo:

O sol aumenta à medida que as horas passam.

Emprego de Atrás / Trás / Traz

• Atrás é um advérbio de lugar.

Exemplo: Ele se escondeu atrás de mim.

• Traz vem do verbo trazer, conjugado na terceira pessoa do singular e é escrito com “z”.

Exemplo:

A professora traz para a aula questões importantes.

• Trás significa “na parte posterior” e é sempre antecedido por preposição.

Exemplo:

Ande mais depressa, se não você fica para trás.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Edição: Angelo Matilha Cherubini