Decepção nas relações de amizade: o que fazer?

Não sabe como reagir ao ver um amigo se afastar? A gente te ajuda a entender

Não se culpe pela decepção na relação de amizade. Está tudo bem!
Não se culpe pela decepção na relação de amizade. Está tudo bem! - Shutterstock

por Julia Natulini
Publicado em 11/01/2022 às 15:00
Atualizado às 15:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Ao longo da vida todas as pessoas constroem laços de amizade, seja na escola, trabalho, esporte, faculdade e até mesmo em algumas fases específicas. Mas, alguma vez você se decepcionou com algum amigo? Para tentar entender melhor o assunto, consultamos a psicóloga Gabriela Luxo, que esclarece um pouco o assunto e a maneira como lidar com as decepções nas relações de amizade. 

Assuntos diferentes (nova fase, novas pessoas)

Quando a amizade se inicia, com ela podem surgir algumas  promessas e fantasias, dando ao entender que serão amigos para sempre. Claro, amigo que é amigo não precisar se ver frequentemente para saber que um pode contar com o outro. No entanto, conforme surgem mudanças na vida das pessoas, grande parte prefere investir nos novos ciclos e abrir o espaço para gente nova se aproximar. Ahh, e tá tudo bem nisso, ok? É natural esse distanciamento. 

O amigo pode estar passando por alguma dificuldade

Muitas vezes, o indivíduo que mudou o seu comportamento em relação a determinado grupo de amigos pode estar vivendo algum problema financeiro, doença na família e até mesmo pode usar o isolamento como uma maneira de não ter que compartilhar o que está passando. 

O momento da vida do seu amigo pode não ser o seu ( e tá tudo bem)

Às vezes, o momento da vida da pessoa está incrível, mas muito diferente do seu e por essa razão o afastamento é uma das maneiras de curtir e aproveitar o momento sem que qualquer ideia de fora interfira naquele período. Por exemplo, quando um amigo vai morar em outro País, por diversas razões o contato passa a não ser contínuo. Mas, sem dúvidas ele está feliz com a escolha e com muita vontade de conhecer uma nova cultura, pessoas, emprego e estudo novo. Logo, o melhor a fazer é respeitar essa diferença de fase e manter o mesmo carinho.

Como lidar?

1) Tome  cuidado para não falar as coisas por impulso ou em excesso, para não passar a impressão de um comportamento agressivo;

2) Escute o que o outro tem a dizer e pratique a empatia. "Se fosse comigo, como eu agiria? Caso a resposta não seja muito diferente do cenário que está ali, controle o radicalismo;

3) Reflita sobre a conversa, vá para casa e pense numa solução para que ambos os amigos fiquem felizes. Se for melhor se afastar para ainda manter a consideração, não tenha medo;

4) Não se culpe por  ter levado essa amizade durante o tempo que foi. E, lembre-se:  nada de construir uma imagem negativa sobre a pessoa por conta da decepção;

5) Não acredite que, como não deu certo com tal amigo, os demais também não darão e assim por diante.

Fonte: Gabriela Luxo, psicóloga, mestre e doutora em Distúrbios do Desenvolvimento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Fundadora da Clínica Diálogo Positivo.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.