Secretário do Turismo é denunciado por morte de Domingos Montagner

O Ministério Público entendeu que o município de Canindé de São Francisco foi impune na sinalização do local onde Domingos Montagner morreu

None
Foto: Pedro Curi/Globo

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/11/2016 às 08:35
Atualizado às 14:32

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Um novo desdobramento no caso da morte do ator Domingos Montagner: o secretário de Turismo de Canindé de São Francisco foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MP) de Sergipe.

No começo deste mês, novembro, foi divulgado o inquérito  que comprova a morte por afogamento nas águas do Rio São Francisco.O problema é que no local não havia nenhum aviso sobre o perigo da correnteza ou profundidade, indicando que não era próprio para banho, nem a presença de salva-vidas.

José Dimas dos Santos Roque, o secretário, poderá responder a um processo criminal por homicídio culposo, com detenção de até três anos. A denúncia foi assinada pelo promotor Emerson Oliveira Andrade indicando conduta delituosa exposta por parte do município e, assim como o processo, devem ser analisados pela Justiça em até 30 dias. As informações são da Globo.com.

O inquérito: “ocorreu um afogamento”

No dia 8.11, foi divulgado o inquérito sobre a morte do ator Domingos Montagner. Ele morreu dia 15 de setembro, aos 54 anos, após ser arrastado pela correnteza do Rio São Francisco, em Canindé de São Francisco, durante a maratona de gravações da reta final da novela global “Velho Chico”, em que era protagonista.

Segundo o jornal O Globo, 14 pessoas foram ouvidas no processo, inclusive a atrizCamila Pitanga, que estava com Domingos no momento do acidente.

O delegado geral da Polícia Civil, Alessandro Veira disse à imprensa: “os depoimentos de testemunhas e os laudos apresentados mostram que ocorreu um afogamento e nada diferente disso”. Ele também chegou a explicar que ninguém foi indiciado pela polícia e que todo o material sobre a conclusão do laudo foi enviado ao Ministério Público Estadual (MPE).

Foto: João Linhares/Globo

FOTO: João Linhares/Globo

Falta de sinalização no local ainda é um problema

Mesmo depois do acidente, pouquíssimas medidas de segurança foram tomadas e a falta de sinalização leva um perigo iminente aos banhistas.

De acordo com o laudo da necropsia realizada pelo IML (Instituto Médico Legal) de Aracaju-SE, divulgado às um dia depois do acidente (16.9), a causa da morte do ator Domingos Montagner foi asfixia mecânica causada por afogamento.

Domingos Montagner em Velho Chico

FOTO: Gshow/Divulgação

Relembre o caso

O ator Domingos Montagner, protagonista da novela “Velho Chico’, faleceu na tarde de quinta (15.09), enquanto nadava no Rio São Francisco com a colega de trabalho e também atriz Camila Pitanga durante uma pausa das gravações da novela na região.

Ao notar que uma forte correnteza se aproximava, Camila avisou o amigo e ambos tentaram voltar para as pedras, mas Domingos não conseguiu e acabou se afogando. 

O corpo do ator foi encontrado cerca de quatro horas depois do acidente, por mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Sergipe, e estava a 18 metros de profundidade,  com cerca de 50 metros de distância de onde Domingos mergulhou.

Domingos estava gravando as últimas cenas de “Velho Chico” e deveria retornar ao Rio de Janeiro no domingo (18.09) para encontrar sua esposa e três filhos.

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.