Os anjos também existem no islamismo?

No islamismo, também acredita-se em seres bons e fiéis a Deus. Saiba quais são as classificações dessas entidades celestes

None
Foto: iStock.com/GettyImages

por Redação Alto Astral
Publicado em 07/08/2017 às 11:30
Atualizado às 11:58

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Sim! O islamismo, religião inspirada no zoroastrianismo, no judaísmo e no cristianismo primitivo também acredita em anjos. Porém, os seres celestes não são definidos da mesma forma que no cristianismo.

Fiéis a Deus

A religião islâmica divide os anjos em dois grupos principais: os bons e fiéis a Deus e os maus. Os últimos, chefiados por Iblis ou Ash-Shaytan, foram privados da graça de Deus porque se recusaram a prestar homenagens a Adão. O islamismo também possui uma hierarquização, com categorias básicas:

Proteção celeste

O ser humano precisa se sentir protegido. Essa proteção pode acontecer na forma de grades na janela de casa, no alarme do carro ou por meio de um ser místico. A prova dessa necessidade é que diversas culturas apresentam seus seres protetores, como os Devas no hinduísmo e no budismo e os anjos para os cristãos.

O historiador, teólogo e escritor Roberto Francisco Daniel explica que “nós conhecemos muito pouco sobre esse mundo espiritual. Sabemos que temos ajuda, mas não sabemos como exatamente”. Independentemente do nome dado, os povos que acreditam nesses seres têm uma ideia em comum: eles estão presentes em todos os lugares.

LEIA TAMBÉM

Texto: Karina Alonso/Colaboradora – Edição: Natália Negretti/Colaboradora e Giovane Rocha

Consultoria: Roberto Francisco Daniel, historiador, teólogo e escritor

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.