Giovanna Antonelli foi assaltada e teve arma apontada para ela

A atriz Giovanna Antonelli foi assaltada mais de 13 vezes no Rio de Janeiro. Com o intuito de desacelerar e descansar a imagem, ela pretende se afastar dos compromissos de gravações

Giovanna Antonelli foi assaltada
Foto: Reprodução/Instagram

Giovanna Antonelli foi assaltada e vítima da violência 13 vezes no Rio de Janeiro. A protagonista de Segundo Sol, que passou por momentos de tensão e medo, chegou até mesmo a buscar terapias para superar os acontecimentos. Em entrevista ao colunista Daniel Castro, a atriz contou sobre sua experiência e a necessidade de desacelerar a vida.

“O Rio de Janeiro não está violento ultimamente, sempre esteve. Já tive arma apontada para a cabeça, cintura e pés. É uma consequência da cidade que a gente vive”, declarou Antonelli. Ainda segundo o colunista, a atriz teria contado que os assaltos não deixaram traumas, mas que algumas válvulas de escape foram procuradas por ela para aliviar a dor da lembrança.

Aos 42 anos, Giovanna Antonelli foi assaltada diversas vezes mas continuou com sua vida agitada por gravações, empreendimentos e compromissos publicitários. Agora, repensando seus conceitos, a atriz busca acalmar a rotina praticando a meditação transcendental, técnica de repouso profundo para regeneração corporal e mental.

Giovanna Antonelli foi assaltada 13 vezes

Foto: Reprodução/Instagram

Depois do sucesso de Segundo Sol, a interprete de Luzia pretende dar um tempo da agenda e se dedicar à família. “A gente trabalha muito durante o ano, eu e o meu marido, mas os melhores momentos são quando a gente pode se dedicar à nossa casa e aos nossos filhos. Eu sou mãe protetora, leoa, esse momento dona de casa pós trabalho é uma prioridade para mim”, declarou a atriz. “Sempre que acabo uma novela com uma carga dramática como essa, acho que esses períodos sabáticos podem rolar para descansar a imagem. É o momento para me reciclar, me aprimorar, estudar. Dar uma pausa é bom para recarregar”.

LEIA TAMBÉM: