Velho Chico: entrevista com o elenco da primeira fase

Uma história de amor, ciúme, sedução, brigas... Um cenário paradisíaco que tem como personagem principal o Rio São Francisco... Um elenco com grandes

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/03/2016 às 10:27
Atualizado às 20:53

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Uma história de amor, ciúme, sedução, brigas… Um cenário paradisíaco que tem como personagem principal o Rio São Francisco… Um elenco com grandes estrelas e novatos que não decepcionam. Após a primeira semana dá para afirmar que Velho Chico vai ser inesquecível, assim como outras novelas de Benedito Ruy Barbosa. A começar pelos atores. Depois de 12 anos sem fazer novelas no Brasil, Rodrigo Santoro é a maior estrela da primeira fase da novela, mas junto com ele vem outros talentos que completam a constelação do horário nobre.

RODRIGO LOMBARDI

Capitão Ernesto  Rosa (Rodrigo Lombardi)

Caiuá Franco/Rede Globo

Uma trama mais leve

“Eu acho que estava faltando uma mistura de alegria com a realidade. E, essa novela tem isso. E eu acho que isso vem na forma de esperança. A gente perdeu a nossa identidade com o passar dos anos. A gente esquece o que a gente é. Essa novela vem para resgatar isso, para mostrar uma brasilidade que a gente deixa de lado. O Brasil é um Brasil da agricultura. Sempre foi e sempre vai ser.”

O galã

O rótulo de galã já incomodou. Hoje não incomoda mais. As coisas que as pessoas falam são delas, né? Não é o rótulo que eu vou chegar e usar no meu trabalho.”

RODRIGO SANTORO

Afranio ( Rodrigo Santoro )

Caiuá Franco/Rede Globo

Papel irrecusável

“Me emocionei lendo sobre essa história. Estava com vontade de chegar mais perto das pessoas. Fazia muito tempo que não tinha esse contato com as pessoas. Senti falta. Acho que o artista realmente, sem demagogia, precisa dessa proximidade. Alimenta a alma. Estou muito feliz. Satisfeito. Cansado, muito cansado (risos). Mas um cansaço que dá uma sensação boa. Me sinto realizado, grato por esse trabalho, por fazer parte dessa novela e de estar com essas pessoas.”

Futuro

“Não sei exatamente. Talvez não faça trabalhos muito maiores porque são mais difíceis de estruturar pela dinâmica que minha vida tomou hoje em dia. Agora, vou começar um trabalho nos Estados Unidos que vai me permitir ficar mais por aqui. Uma série com começo, meio e fim. Mas tudo depende dos trabalhos, das coisas que vierem.”

As belezas do interior

“O que mais chama a atenção são as pessoas que eu encontrei. São tantas emoções, tantas histórias que fica até difícil escolher uma. Tudo encheu meus olhos e meu coração. Quando você se depara com um sertanejo e pergunta as horas, ele olha para o alto e te diz. Ele vê pelo sol, não pelo relógio. Essas coisas acabam nos colocando onde a gente deveria estar. Quis entender um pouco da alma do povo do sertão. Pude chegar bem próximo disso.”

Momento marcante

“Depois de um dia imenso, eu tomei banho da mangueira de um caminhão pipa com as crianças em Raso da Catarina, uma comunidade pequena no sertão da Bahia. Algo que nunca irei esquecer, mas, ao mesmo tempo, foi tão doloroso ver a alegria daquelas crianças ao ver a água. Quando a gente chegou por lá, a produção até se preocupou com a questão do assédio, mas eles não estavam nem aí. O caminhão pipa era a grande estrela ali. Foi marcante.”

Lugares inesquecíveis

“Gravamos em alguns lugares que parece que o tempo não passou. Trabalhamos em vários estados do Nordeste. Eu vi coisas que me comoveram muito. O caminhão pipa em Raso da Catarina era a única fonte de água. Quando a gente chegou, os seguranças da Rede Globo foram armando um esquema de segurança porque toda comunidade veio para frente. Mas na verdade eles estavam interessados no caminhão pipa que estava do outro lado. Alguns me conheceram. E me trataram com muito carinho. Eles não estão preocupados com a roupa que você está vestindo, com quem você falou ou com quem você está namorando. Eles querem olhar nos seus olhos, saber como você é. Foi uma experiência muito bonita.”

CHICO DIAZ

Casa de Belmoiro (Chico Díaz) e Piedade (Cyria Coentro)

Caiuá Franco/Rede Globo

Um idealista

“Belmiro dos Anjos, o nome já começa bem. Ele é um retirante. Foi expulso do seu meio por causa da seca. E ele precisa de um lugar para fertilizar. Ele vai em busca de um lugar onde ele possa realmente crescer, se desenvolver. Ele encontra na fazenda do Rosa (Rodrigo Lombardi) uma possibilidade de desenvolver e criar os filhos. Ele é o povo brasileiro, o povo nordestino, que luta, se esforça.”

Amor no horário nobre

“Eu acho que o povo merece um pouco de natureza, um pouco de povo bom, de povo ingênuo, sem as perversidades e violências oferecidas na dramaturgia recente. Eu não sou dono da verdade, mas eu acho que o povo quer ver gente de bem na TV.”

Histórias de Velho Chico

O autor está preocupado com o Brasil. É uma temática brasileira. E nesse sentido estou muito feliz. Belmiro é um idealizador brasileiro. Podemos esperar tudo dessa novela. Um brinde à brasilidade.”

MARINA NERY

Marina - Nery Leonor

Caiuá Franco/Rede Globo

Sucesso das nove

“Não era uma ambição minha trabalhar em uma novela das nove! Foi algo que aconteceu. Eu aceitei e está sendo uma experiência muito legal. Fiquei receosa não por ser uma novela das nove, mas por ser algo que nunca tinha feito até então. Não tenho experiência como atriz. Atuar é uma arte, não é uma brincadeira. É difícil.”

Sensualidade

“Para mim, tudo foi difícil. As cenas ousadas são complicadas, já que estou lidando com alguém que não conhecia. Mas as cenas de emoção forte também são difíceis de fazer. São situações que nunca vivi na minha vida, então, não é fácil mesmo. Eu entendo que existe uma curiosidade sobre as cenas sensuais, mas, para mim, foi tão difícil como todo o processo em si. É tudo novo. É um trabalho que exigiu muito de mim.”

Cena marcante

“A cena em qu
e o meu pai me pega com o Afrânio foi muito difícil de fazer. Era uma sequência longa, com vários ângulos, de muita emoção. Ali, a Leonor tem muito medo. Ela foi a mais difícil de fazer, com certeza.”

Amor

A Leonor e o Afrânio formam um casal de verdade. A paixão existe da parte dela. Mas tem um cuidado, uma admiração da parte dele. Quando ele decide casar com a Leonor, ele coloca em pausa a outra paixão dele. Existem muitas cenas de amor, de carinho e cumplicidade entre os dois.”

Críticas e sucesso

“Sou muito pé no chão, reservada. Sei que a repercussão vai ser algo grande, mas estou tranquila. Eu humanizo muito o que sou. Eu sou uma pessoa como outra qualquer. Sou uma mulher de 21 anos que tem todos os problemas, sonhos e romances como todas as outras.

JÚLIO MACHADO

Clemente - Julio Machado

Caiuá Franco/Rede Globo

Clemente

“O texto do Benedito (autor) é muito bem escrito. Vou me baseando pelo texto mesmo. É uma honra interpretar um texto do gênio Benedito Ruy Barbosa. E o diretor Luiz Fernando Carvalho nos motiva muito a trabalhar com o coração. Não tem receita melhor. Estou muito feliz.”

Gravações no Nordeste

“Gravei por 45 dias. Isso contribuiu para o crescimento do personagem. O Nordeste é vasto. Durante esse período lá, conheci várias pessoas generosas e tão abertas para a visita do estranho. Mesmo com as adversidades, aquele povo consegue sorrir. E na simplicidade consegue transmitir muita confiança, que é um valor muito raro nos dias atuais. Foi um encontro com o povo brasileiro.

Trabalho com Rodrigo Santoro

“Foi maravilhoso essa troca. Ele é um cara que eu sempre admirei. Agora eu admiro muito mais ainda, porque é um companheiro incrível. Mesmo fazendo sucesso lá fora ele tem o pé no chão. Ele é um dos caras que mais tem o pé no chão, que eu já tive a oportunidade de contracenar. Ele é absolutamente concentrado, sereno. Mesmo com a quantidade de cenas que ele tinha, nunca perdeu a paciência, a tranquilidade. Olhar generoso e sereno sempre estava ali. O Rodrigo Santoro é um grande ser humano.

CAROL CASTRO

Iolanda ( Carol Castro )

Caiuá Franco/Rede Globo

Iolanda

“Ela é uma mulher de temperamento forte, mas é muito amorosa. A Iolanda simboliza o amor, corre atrás dos sonhos dela. Ela é uma mulher independente. Tudo se passa na Bahia daquela época. E tem esse romance forte da Iolanda com o Afrânio, que passa por diversos momentos. Já que acontece uma série de coisas que fazem com que eles se separem. Ela é uma mulher muito misteriosa. Ela acredita muito nos mistérios da vida. Ela está sempre entre a delicadeza e a força romântica. Ela sabe que eles irão se encontrar em um futuro próximo. O amor é mais forte.”

Destino

“Eu acredito que a vida sempre dá sinais e a gente tem que ficar atento para perceber esses sinais. Vou mais por essa linha e sempre estou atenta a tudo.”

Nudez

Fazer as cenas de nudez foi bem tranquilo. E eu estou confortável em cena. Fora que o Rodrigo é um grande ator, a direção é bem cuidadosa, está atenta a todos os detalhes. Eu não me preocupo. A novela está linda e tenho certeza de que a trama vai impressionar. É trabalho bem intenso, com cenas dramáticas, que não existem mais na TV.”

Cantora e atriz

“Eu vejo mais o canto e a dança como complemento para o ator. Eu gosto desse universo musical, sempre gostei.”

Trama rural

“É uma grande honra sair desse eixo urbano. O Brasil está muito mais além do Sudeste. Nós temos que mostrar as outras regiões. Eu cresci no Nordeste… Minha mãe nasceu em Recife. Eu tenho minhas raízes nordestinas. Temos que voltar a atenção, chamar a atenção para o povo, para a cultura, para a natureza daquela região.”

SAIBA MAIS

Resumo de novela: VELHO CHICO
Conheça o elenco completo de Velho Chico
Benedito Ruy Barbosa fala de Velho Chico

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.