Gil do Vigor é nomeado um dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo: "que honra"

Economista fez parte da lista ao lado de Taís Araújo e Lázaro Ramos, entre outros brasileiros

Gil é nomeado um dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo
Gil é nomeado um dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo - Reprodução / Instagram @gildovigor

por Beatryz Gaia
Publicado em 05/10/2021 às 13:00
Atualizado às 13:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O Brasiiiiil está emocionado com essa notícia! Gil do Vigor entrou na lista das 100 Pessoas Mais Influentes de Descendência Africana de 2021. O ex-BBB, nomeado na categoria Mídia e Cultura, contou a novidade em seu Twitter na madrugada nesta terça-feira (5) e celebrou com internautas.

"Genteeeee, estou muito emocionado. Ganhei um prêmio internacional super respeitado! Fui nomeado um dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo abaixo de 40 anos pelo MIPAD (Most Influential People of African Descent). Que honra!", escreveu o economista. Confira:

O MIPAD faz parte da Década de Pessoas de Descendência Africana proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU).

O pernambucano também postou a novidade em seu Instagram com direito a textão: "Meu Deus, que honra! Estou muito emocionado e profundamente agradecido! Fui nomeado um dos 100 afrodescendentes mais influentes do mundo abaixo de 40 anos pelo Mipad (Most Influential People of African Descent). Ter esse tipo de reconhecimento pela Mipad significa muito pra mim e pro meu povo. É um passo enorme para nossa representação, pois é o prêmio de maior reconhecimento da ONU ao povo preto. Eu não tenho nem palavras para expressar como eu me sinto nesse momento. Eu tô muito feliz, muito grato, muito tudo! Meu coração está transbordando!! Espero humildemente fazer valer a pena todo esse reconhecimento incrível. Esse prêmio é nosso!", declarou Gil.

Veja:

Outros brasileiros na lista

Pensou que só o rei do Tchaki Tchaki estava na lista? Confira outros brasileiros que participam da premiação internacional:

  • Taís Araújo e Lázaro Ramos, na categoria TV e Filmes
  • Margareth Menezes, em Música
  • Luciana Barreto, em Mídia
  • Erika Hilton, vereadora e Presidenta da Comissão de Direitos Humanos da Câmara de SP, em Política
  • Christiane Silva Pinto, criadora do Comitê de Igualdade Racial do Google Brasil, em Negócios e Empreendedorismo,
  • Claudia Alves, em Mídia e Cultura
  • Vivine Ferreira, em Ativismo
  • Edu Lyra, o fundador do Instituto Gerando Falcões, em Ativismo

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.